Todos os empresários têm em mente a necessidade de estarem sempre cortando custos em suas empresas. Isto ocorre pela necessidade de serem sempre eficazes com o menor custo operacional possível. As pequenas empresas costumam manter-se com baixos custos até o inicio da expansão de seus negócios. Devido a falta de planejamento para o crescimento, que pode inchar muito seus custos operacionais e consequentemente diminuir sua lucratividade.

Então, neste artigo vou trazer algumas dicas para as pequenas empresa manterem seus custos baixos:

1 – Mantenha a folha de pagamentos o mais enxuta possível: Mesmo com o crescimento, você deve pensar bem se vai ou não contratar um novo funcionário, uma vez que o custo fixo representado por ele é muito alto e gera ainda um grande passivo trabalhista no longo prazo. Às vezes, pagar hora extra ou trabalhar um pouco mais seja melhor.

2 – Tente terceirizar o que não for sua competência: Sua empresa possui uma competência essencial, ou seja, aquilo que é o real negócio dela, isto você nunca deve ser terceirizado. Porém, tudo aquilo que estiver fora de sua competência é talvez seja interessante estudar a terceirização.

3 – Estude comprar equipamentos de segunda mão: Acredite, você pode encontrar muitas tecnologias e capital produtivo em ótimo estado por ótimos preços se pesquisar bem. Nem sempre é viável para a empresa a compra de um ativo pelo preço de mercado. Por exemplo, será que sua empresa realmente precisa daquele furgão novo? Talvez um seminovo que custa até 70% do valor pode suprir sua necessidade da mesma forma. Já pensou nisso?

4 – Chore por prazos melhores sempre: Os prazos mandam em seu negócio. Se seus clientes te pagam com 30 dias, não aceite menos do que isto dos seus fornecedores, quanto menos financiar seus clientes, melhor será para seus negócios.

5 – Cobre juros: Caso não consiga deixar de financiar seus clientes, então não faça isto de graça, cobre juros. Seu dinheiro não pode ficar em sua organização sem conseguir gerar receita.

6 – Faça cotações: Faça cotações sempre que for adquirir algum bem ou serviço para sua empresa, por menor que seja a diferença, no longo prazo ela significará dinheiro.

7 – Mantenha a informação acessível: Quanto menor o tempo gasto por seus funcionários para procurar uma informação, maior o tempo dele para fazer outras tarefas e melhorar a produtividade. Lembre-se sempre: Tempo é dinheiro!

8 – A Web 2.0 pode ajudá-lo: Existe uma infinidade de sites que oferecem uma gama de produtos a baixo custo ou mesmo gratuitos para sua empresa, isto possibilita uma grande economia na compra de licenças. Além de ajudar na divulgação de sua empresa.

Estas foram algumas dicas para melhorar os custos de sua empresa. Resumindo bem, é só você se lembrar que poupar apenas R$50,00 por semana, por exemplo, pode significar uma economia de R$2.400,00 em um ano.

E você, quais dicas pode nos oferecer? Comente!

10 COMENTÁRIOS

  1. Uma dica que acho interessante é manter um Fluxo de Caixa ,pois, tendo o controle de receitas e despesas, pode-se além de evitar o pagamento de juros descessários, obter bons descontos em negociações de dívidas.

    Experiência própria.

    • Tanto o fluxo de caixa como o profundo estudo e trabalho sobre os prazos da empresa, você pagara menos juros sempre que n ter que financiar seus clientes, realmente pode ser considerada uma das partes mais importantes para uma otima gestão!

  2. Gostei das dicas, mas coloco em dúvida quanto aos equipamentos de segunda mão, pois, no exemplo citado, o Furgão novo pode ter um bom tempo de garantia, quanto o usado pode trazer “dores de cabeça”. Digo isto, pois clientes que, por exemplo, compram caminhões de segunda mão, sofrem e até perdem vendas pelos problemas mecânicos.

    Por fim, só não devem cortar custos em se tratando do Contador ( acredite, já ouví isto ).

    • Realmente Reinado a garantia deve ser bem analisada, porem a diferença pode chegar a 50% para equipamentos de segunda mão, porem é necessario garimpar o mercado, ja tivemos bons negocios assim aqui na empresa. E concordo com o contador, ele é seu parceiro nos negocios então sempre aconselho talvez a pagar mais por um serviço melhor. Ja até escrevi um artigo sobre o tema. No mais muito obrigado pelos comentarios e por contribuir com o post!

    • Olá Reinaldo, como comentei lá no Twitter: O contador tem que ser um profissional competente e de confiança, mesmo que isto custe mais caro. Não adianta economizar com um profissional tão essencial para empresa.

      Concordo com sua visão sobre os equipamentos de segunda mão, mas é como o Cláudio disse, é preciso garimpar bem o mercado. Sempre se acha coisa muito boa.

      Obrigado pelo comentário! Volte sempre!

    • Hoje um bom contador, faz vc economizar com impostos, e os bons tem seu preço.
      Existem muitos contadores, na verdade técnicos contábeis, que são meros preenchedores de Darf´s, não sabem nem o que estão fazendo. Daí a disparidade de preços.

      • Olá Janio,
        É preciso escolher bem o contador de uma empresa, tem que ser um profissional competente, bem recomendo e de extrema confiança dos gestores. Como você disse, existem muito sem experiência por aí.
        Grande abraço e obrigado por ter vindo.

  3. Excelente texto, Claudio.

    Complementando o item 3, existe ainda a possibilidade de se alugar alguns tipos de equipamentos. Conheço pessoas que começaram assim e logo conseguiram dinheiro para comprar seus próprios equipamentos. É uma boa dica para começar! 😉

    Abraço!

    • Obrigado Bernado pelo seu comentário! Realmente alugar é uma otima opção, ainda mais alguns equipamentos que talvez não seja muito interessante para sua empresa ter como ativo permanente, ou mesmo não seja compensativo aliena-lo ou financia-lo.

  4. […] Mesmo em um bom momento da sua empresa, reduzir custos é importante, afinal, menos gastos, mais lucros. Por isso reunimos dicas práticas para o pequeno empresário aplicar em seu negócio. As orientações são do autor do best seller norte-americano Dobre seus lucros, Bob Fifer, e foram selecionadas pelo Blog dos Empreendedores. Claudio de Castro, colunista do blog Sobre Administração, também contribuiu com as dicas deste artigo. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here