Alunos que se dedicam intensivamente ao domínio de uma língua estrangeira ajudam áreas do cérebro a aumentar de tamanho já a partir do terceiro mês. Há pouco tempo, foi-se descoberto que certas partes do cérebro tendem a crescer quando submetidas a uma rotina disciplinada e intensiva de estudos para a apreensão de um novo idioma. E o melhor, em um espaço de tempo relativamente curto de 90 dias.

Deseja aprender um novo idioma em tempo recorde? Com uma equipe de profissionais de ponta, a Preply vem ajudando jovens e adultos do mundo inteiro na absorção de uma nova língua estrangeira. O estudante pode ter aulas de alemão (Skype), inglês, francês, espanhol, entre muitas outras línguas.

cerebro-em-atividade

Entenda um pouco mais sobre o método

Um estudo monitorado por profissionais da Universidades de Lund, na Suíça e registrado no jornal NeuroImage, mostra que todos os 14 jovens submetidos ao experimento haviam desenvolvido algo excepcional.

A experiência baseou-se em uma rotina de estudos de mais de sete horas diárias com a finalidade de adquirir fluência em uma nova língua. Os estudantes, que também integravam a Academia de Intérpretes das Forças Armadas da Suécia, deveriam dominar dari (dialeto afegão), russo ou árabe egípcio em no máximo 13 meses.

E, de fato, esse esforço foi recompensado, uma vez que após terem sido obrigados a aprender entre 300 e 500 novos vocábulos por semana – algo inimaginável em qualquer curso de idiomas tradicional – esses verdadeiros heróis ganharam, por fim, alguns milímetros a mais de espaço no cérebro para que este pudesse dar conta da novidade.

Como isso é possível?

Bem no centro do cérebro está localizado o hipocampo. Ele não só é um dos principais encarregados pela criação e retenção da memória de longo, como também de curto prazo. Contudo, seus limites ainda são desconhecidos.

Sabe-se, apenas, que essa área está vinculada a estimulação de hormônios, assim como também ao sistema de navegação espacial do corpo humano. Pois bem, parece que elasticidade também é uma de suas características, pois foi nessa região que se encontrou um aumento significativo de tamanho, ao longo dos 13 meses de exercícios diários.

O cérebro, com sua já famosa capacidade de adaptabilidade, conseguiu reestruturar tanto o hipotálamo quanto três outras partes do córtex cerebral, com o objetivo de armazenar a frequente enxurrada de novas informações. Porém, nesse ponto alguns cérebros se mostram mais susceptíveis às mudanças do que outros.

Quem obteve melhores resultados no estudo?

Não é de se admirar que cérebros de especialistas tenham mais vantagens em reincorporar novos dados, quando esta atividade já vem fazendo parte de seu cotidiano há algum tempo.

Pensando nisso, outros dezessete alunos, mas agora dos cursos de medicina e de ciências da cognição, foram convidados a participar da maratona mental. Contudo, ao final, os estudantes intérpretes saíram à frente de seus concorrentes no quesito “tamanho”.

Os exames de ressonância magnética mostram que a diferença entre os grupos é bastante significativa. Entre os intérpretes, o crescimento médio total foi de 75 milímetros cúbicos. Os demais estudantes, por sua vez, talvez por estarem menos habituados ao estudo de línguas, alcançaram em média 0,06 milímetros.

Por isso, se você também deseja aprender um novo idioma, vale a pena começar o mais cedo possível. Com certeza seu cérebro ficará mais saudável e, certamente, um pouco maior do que era antes.

#publieditorial

3 COMENTÁRIOS

  1. É muito importante aprender uma nova língua porque com ela aprendemos também aspectos culturais de outros países, ampliando os horizontes.

  2. Aprender um novo idioma deveria ser algo que todos desenvolvessem em algum momento de suas vidas, não tem preço todos os benefícios trazidos por essa escolha.

    Quero parabenizar o conteúdo do Site e anseio em breve ter um texto meu publicado no mesmo. Desde já agradeço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here