Nas empresas que adotam a prática de auditoria, é comum se deparar com pessoas que “torcem o nariz” para os auditores. Isto se deve, principalmente, ao fato destas não terem a consciência e a correta percepção de que a auditoria existe para auditar a fluência dos processos de uma empresa e não para auditar as pessoas que nela trabalham, exatamente.

O principal objetivo da auditoria é checar se os processos definidos pelos próprios envolvidos estão fluindo corretamente e, com isto, identificar possíveis falhas, necessidades de adaptações e planejamento de melhorias contínuas. Para isso, os auditores são criteriosos e tem um grande aliado ao seu lado, que é a observação minuciosa dos detalhes.

Através da análise e da apresentação de documentos, a auditoria reúne provas suficientes para direcionar as ações a serem definidas com os responsáveis pelas áreas. Isto mostra claramente que o que está sendo checado pela auditoria são os procedimentos da empresa.

No caso do comportamento das pessoas, a solução é um pouco diferente. Se as pessoas já conhecem os processos, estão treinadas para realizá-los corretamente, estão cientes da importância do cumprimento destes e ainda assim não os cumprem, elas precisam resolver estes problemas com o responsável pela área em que trabalham. A auditoria, neste caso, apenas detecta o fato ocorrido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here