Os executivos do Brasil são os mais confiantes em relação ao crescimento da empresa em 2011. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Robert Half com 6,3 mil gestores de finanças e contabilidade de 19 países.

Dos brasileiros entrevistados, 98% disseram estar otimistas em relação ao cenário futuro. O nível de confiança mais baixo foi verificado na República Tcheca (52,7%), Espanha (66%) e França (67,3%), todos membros da União Europeia.

Retenção de profissionais

Os brasileiros também lideram o ranking dos mais preocupados com a retenção de profissionais da área financeira, sendo que apenas 23% dos gestores não indicaram preocupação com o assunto.

“Começa a surgir no Brasil a percepção de que é importante manter o bom profissional e, com o mercado aquecido, essa preocupação com a retenção de talentos aumenta”, afirma o diretor de operações da Robert Half do Rio de Janeiro, William Monteath.

O Brasil também é destaque em relação à contratação de profissionais nos próximos seis meses, já que 49% declararam que pretendem contratar profissionais recém-formados. Monteath explica que os dados refletem o bom momento da economia brasileira.

“As contratações são frutos de novos investimentos e não da substituição de profissionais como aconteceu em 2008. A busca por recém-formados está vinculada à formação de equipes por conta de novas empresas no Brasil e companhias abrindo unidades de negócios no País”, finaliza.

FONTE: Infomoney, por Karla Santana Mamona

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here