Muitos condutores se sentem bastante confusos na hora em que se dão conta das diferenças entre os vários seguros oferecidos no mercado. Por isso, tentaremos explicar de forma simples e ao mesmo tempo detalhada os fatores que determinam o valor de um seguro de automóvel e as razões das diferenças entre o seguro de um mesmo modelo de carro em uma seguradora e outra. Verá, quando chegar ao fim do nosso texto, que as coisas são bem mais simples do que aquilo que você deve estar imaginando agora.

Quais são os fatores que influem no valor de um seguro?

O valor do automóvel, seja novo, seja usado, sempre será um fator. Mas existem muitos outros elementos que são levados em conta pelas seguradoras que podem fazer com que um carro avaliado em 100 mil, por exemplo, tenha um valor de prêmio igual ao de um outro automóvel avaliado em 50 mil.

Imagino que você estará se perguntando: mas por que acontece isso? É simples, dentro dos vários fatores levados em consideração pela seguradora está a chamada “lista negra“, o que nada mais é que a lista dos veículos mais roubados ou furtados, veículos que, por mais populares e econômicos que possam ser, têm um prêmio parecido ao de veículos do dobro do seu preço, além disso, leva-se em conta também se as peças do automóvel são facilmente encontradas no mercado ou não. Vejamos agora outros fatores.

seguro automovel

Itens de segurança. Representam basicamente as dificuldades que alguém que buscasse roubar seu veículo encontraria, como travas, chave corta-corrente e alarme; e as dificuldades para repassar (vender ou desmanchar) esse automóvel caso ele tivesse um rastreador, o que aumenta, evidentemente, as chances do veículo ser recuperado. Esses três elementos, rastreador, chave corta-corrente e alarme, reduzem o valor do prêmio do seu seguro.

Outro elemento é o seu domicílio. Isso diz respeito, segundo algumas de nossas fontes, a uma variação de 10% no valor total a pagar. Grandes cidades costumam ter preços mais elevados para os seguros, pois significam mais riscos de furtos e roubos, além de maiores estatísticas em relação a acidentes.

Um carro de uma cidade como Mariana, no interior do Estado de Minas Gerais, terá um valor de seguro mais baixo que o mesmo modelo, porém, em Belo Horizonte. Da mesma forma, existem diferenças entre uma capital e outra, por conta dos graus diferenciados de riscos presentes em cada uma. A zona ou bairro no qual você mora também afetará na hora de estabelecer o valor do prêmio, este será menor quanto mais segura for a região na qual você vive.

Faz diferença para a seguradora se guardo o meu carro na rua ou na garagem?

Sem dúvida. O local onde você guardará o seu carro influi no valor do seguro. Se você conta com uma garagem isso significa mais segurança e que, por isso, você pagará menos do que o seu vizinho que guarda o carro dele na rua.

Gênero, idade, estado civil e tempo de habilitação

Esses quatro fatores, além do valor do automóvel e se suas peças de reposição são facilmente encontráveis no mercado ou não, são os que mais afetam no valor a pagar por um seguro. As mulheres, por serem consideradas condutoras mais cuidadosas e atentas, geralmente pagam um valor menor que os homens.

Outro elemento que pode baratear essa conta é se a pessoa é casada ou não, pois enquadram-se em um perfil que costuma ser mais cauteloso e responsável na hora de dirigir. Por sua vez, a sua idade e os anos que você soma com sua carteira de motorista somam pontos a seu favor, pelo menos até uma certa idade. Pessoas jovens, principalmente homens, costumam pagar mais caro pelo seguro por serem o grupo de maior risco por conta do estilo de vida que costumam ter.

Por outro lado, se você já terminou a faculdade, a seguradora entende que você leva uma vida, de alguma forma, menos agitada ou menos propensa a acidentes automobilísticos, diminuindo o valor do seguro. Segundo o diretor da FenSeg em entrevista ao portal UOL, “Quem faz faculdade tem mais propensão a sair à noite para festas. Já quem trabalha costuma ser mais caseiro”, alega Neival Freitas, diretor da FenSeg (Federação Nacional de Seguros).

No entanto, depois de certa idade (50 anos), a seguradora começa a considerar as dificuldades enfrentadas pelos motoristas e o conseqüente aumento dos riscos que isso acarreta, o que faz com que o valor a pagar pelo seguro aumente. Igualmente aumentará esse valor caso seja mencionada a existência de um condutor secundário jovem. Quanto maior o histórico de problemas que um condutor tenha, por exemplo, em relação a infrações de trânsito ou sinistros, maior será o valor a pagar pelo seguro.

Afeta no valor do prêmio se uso muito ou pouco o meu veículo?

A constância que você declara em relação ao uso do veículo determina também o valor que você terá que pagar por tê-lo segurado. Uma pessoa que usa o carro apenas aos fins de semana, pagará menos que alguém que o usa todos os dias. E, claro, se o veículo segurado for destinado a fins comerciais, isso implicará um valor ainda maior a ser pago, pois ele estará mais exposto a sinistros e ao desgaste de suas peças.

Comprei um automóvel que havia sido lançado no ano passado, mas neste ano, quando fui renovar o seguro, o valor do mesmo havia mudado consideravelmente, por que?

Dos carros novos no mercado as seguradoras geralmente tem poucas possibilidades de avaliação dos riscos dos mesmos, por isso elas fazem projeções desde comparações com outros modelos do mesmo seguimento que constem em seu banco de dados. No segundo ano ela já terá uma base de dados direta, ou seja, gerada pelas próprias ocorrências relativas ao veículo lançado no ano anterior, o que faz com que muitas vezes o contratante do seguro se surpreenda ao ver uma mudança significativa no valor a pagar na hora da renovação.

O valor da franquia também afeta na hora de fechar o contrato. Quanto maior seja o valor da franquia a pagar em caso de acionamento do seguro, menor será o valor a ser pago por você. E quanto maior for a cobertura, maior será o valor que o segurado terá de pagar.

Se você adquiriu um automóvel novo ou está pensando em qual comprar em função do valor do seguro, faça sempre uma cotação de seguro, ou melhor, várias. É um procedimento bastante simples que vai te dar uma idéia destes valores e de como mudam de seguradora para seguradora. Como pudemos ver, são muitos os fatores que determinam o valor total de um seguro. Fazer simulações em várias seguradoras é algo muito importante para encontrar o melhor negócio.

A internet está repleta de sites nos quais você poderá fazer uma cotação sem custo algum, poupando assim trabalho ao seu corretor (não dissemos isso, mas para contratar um seguro é imprescindível a intermediação desse profissional) . Mas antes de terminarmos, dois conselhos mais: a melhor forma de obter um bom preço, independente de sua idade ou do seu gênero, é dedicar-se a conduzir com atenção e respeito às regras de trânsito e cuidar bem do seu carro, isso gerará vários bônus pra você no futuro, quando for renovar o seguro.

E o último conselho, para assim terminarmos, é que você diga sempre a verdade no momento de preencher os questionários exigidos pela seguradora. Pois em caso de um sinistro em que a seguradora precise ser acionada e ela perceba qualquer omissão ou incompatibilidade em relação àquilo que você declarou no momento do contrato, possivelmente você terá sérios problemas em relação a obter o que ela havia garantido para você.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here