Como criar e montar um Plano de Negócios – Parte 1

Este é o primeiro post da série especial “Como montar um plano de negócios” do blog Sobre Administração. Seu objetivo é explicar passo-a-passo como planejar e montar um plano de negócios de forma clara e objetiva. Ajudando você a ter sucesso em seu novo negócio.

Fique atento às explicações, tenha em mente o que deseja obter com seu plano de negócios e mãos à obra!

1ª fase: Resumo Executivo

O Resumo Executivo é considerado por muitos a principal parte de um plano de negócios. Neste início será mostrado ao leitor exatamente o que será tratado no plano. Esta seção do documento pode ser utilizada para diversos fins, como: solicitar financiamentos, capital de risco, investimentos governamentais bem como apresentar a empresa para possíveis parceiros e clientes. Por este motivo, é importante ressaltar as perspectivas futuras para a empresa/negócio, as oportunidades identificadas, como o empreendedor irá alcançá-las etc.

Em linhas gerais, este resumo executivo deve conter:

  1. Descrição breve sobre a empresa/negócio,
  2. A história e a motivação para criação da empresa/negócio,
  3. Área de atuação, mercado potencial;
  4. Características únicas (diferencial) do produto/serviço;
  5. Foco e missão.

É recomendável que este ponto do plano de negócios tenha até 2 páginas, com o conteúdo sendo apresentado de forma clara e objetiva, sem muitos detalhes. Faz-se necessário ressaltar, também, que o resumo executivo deve ser o último ponto a se considerar no plano de negócios, uma vez que ele precisará de outras informações contidas no decorrer do documento.

2ª fase: Definição do Produto/Serviço

Nesta seção, o empreendedor deverá definir como será o produto ou serviço prestado. É neste ponto que o leitor terá em conta as características principais do produto/serviço, os diferenciais tecnológicos e funcionais e outras informações pertinentes.

Características

Deve-se relacionar neste item as principais características dos produtos/serviços da empresa, bem como os planos para o futuro (pesquisa e desenvolvimento) e as formas como a empresa posicionará seu produto frente aos concorrentes (atualização, formas de produção, recursos etc):

  • Finalidade do produto;
  • Formas de produção;
  • Recursos utilizados para produção;
  • Tecnologia utilizada na produção (atualização da empresa);
  • Plano para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos/serviços;
  • Demais informações afins.

3ª fase Definição do mercado de atuação

Clientes

Para a realização deste passo é necessário que a empresa defina os seguintes pontos:

  • Quem são os clientes ou grupos de clientes que ela pretende atender?
  • Quais são as principais necessidades destes clientes?
  • Como o seu produto/serviço poderá satisfazer tais necessidades?

É de fundamental importância que o empreendedor saiba quem é o seu cliente, quais são as suas necessidades e anseios quando da busca pelo produto/serviço que vai oferecer. O processo de definição dos clientes em potencial deve ser focado na definição de quem será o usuário final deste produto/serviço, aquele que lidará diretamente com o que o empreendedor quer comercializar. Caso este ponto não seja analisado corretamente poderá gerar uma rejeição por parte dos clientes e/ou dificuldades no manuseio do produto.

É preciso saber, também, o que influencia os clientes na hora da compra, aspectos como preço, qualidade, embalagem, atendimento etc, são pontos críticos a serem pesquisados.

No próximo post da série você aprenderá como mostrar em seu plano de negócios os seus concorrentes, fornecedores, participação de mercado. Não deixe de acompanhar!