Agora que já compreendemos alguns processos referentes à exportação, vamos começar a montar nosso plano de exportação. O plano de exportação é um documento que, assim como o plano de negócios, detalha todos os aspectos operacionais, legais e estratégicos de sua operação de exportação.

O plano de exportação também se faz necessário quando o empreendedor está presente em feiras e eventos de promoção à exportação, onde pode dar uma visão mais clara de seus planos e objetivos com a internacionalização da empresa.

Para auxiliá-lo na montagem de seu Plano de Exportação, vou listar abaixo os itens que acho essenciais para ter em seu plano, e nos próximos artigos vamos explicar melhor cada um deles:

Preparativos legais: Você deve especificar todos os preparativos legais necessários para exportação de seus produtos/serviços, assim como as licenças para cada um deles, contratos, e preparativos pré-operação, como a obtenção do radar, por exemplo;

Motivos econômicos: Aqui você deve apresentar justificativas, em termos econômicos, de suas motivações para a exportação, bem como o orçamento, a forma que vai se apresentar a operação, etc;

Acordo de distribuição: Aqui você deve demonstrar quais são os agentes que vão fazer sua representação no exterior, se vai possuir escritório próprio ou se será de terceiros, etc;

Análise competitiva: Aqui você deve demonstrar seu estudo competitivo, ou seja, como sua empresa vai atuar neste mercado, quem são seus concorrentes, quais são suas forças e fraquezas naquele mercado, quais são as principais oportunidades de negócio, etc;

Análise do risco-país: Sua empresa deve detalhar quais são os riscos provenientes da economia que está exportando, quais são os riscos cambiais, legais, financeiros, operacionais e políticos daquele lugar;

Plano de marketing: Um dos planos mais importantes, onde você deve fazer a demonstração mercadológica de seu produto, assim como questões de posicionamento, marca, e proteção autoral de seus produtos e marcas;

Plano de adaptação: Apesar de estar incluído no plano de marketing, gosto que uma atenção extra seja dada à questão da adaptação dos produtos e serviços para a cultura e legislação dos países de destino.

Bom, estes são os pontos que acredito serem fundamentais para poder trabalhar melhor as exportação de sua empresa. Em breve vamos detalhar melhor cada um deles, até lá nos brinde com mais informações, experiências e cuidados que o exportador deve ter. Comente!

2 COMENTÁRIOS

  1. Análise PEST como ferramenta no processo de internacionalização das empresas | GWTR Portal

    […] Como iniciar um plano de exportação […]

  2. Olá, Sr. Claudio. Sou um jovem empreendedor e lhe parabenizo pela matéria. Gostaria de saber qual a possibilidade de obter seu e-mail ou de que responda ao meu, pois gostaria imensamente de sanar diversas dúvidas com o senhor. Desde já agradeço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here