Por Diego Brugiolo*

“Insanidade é esperar resultados diferentes fazendo sempre a mesma coisa” (Albert Einstein)

Não tenho muitos anos de vida profissional, mas já passei por situações que me fizeram amadurecer em muitos aspectos e em todas elas sempre busco extrair alguma lição. Dessa forma, sei que daqui a alguns anos posso não ter o caminho do sucesso, mas, pelo menos, saberei por onde não passar.

Certa vez, uma pessoa me disse que o nosso trabalho precisa ser sustentável, que ao nos empenhar em excesso em determinada atividade, a tendência é uma queda da qualidade com o passar do tempo. Concordo plenamente! Mas isso se aplica quando estamos falando do funcionário arroz com feijão. Realmente, um funcionário desmotivado e sem comprometimento tende a manter a mesma linha de raciocínio e o mesmo ritmo eternamente. Isso é ser quadrado, não pensar fora da caixa, não questionar métodos, não repensar procedimentos, enfim…fazer sempre o mesmo e da mesma forma, a lá Charlie Chaplin em Tempos Modernos (confira no vídeo abaixo).

http://youtu.be/EGSY3FsOJn0

Ok! Não somos máquinas com ajuste de capacidade de produção e rendimento, mas a partir do momento em que você é dono daquele negocio e está em busca de um sonho, é preciso dar um algo a mais.

Pergunte a um pai ou mãe se eles se arrependem, um minuto se quer, de ter dedicado horas de suas madrugadas para dar de mamar ou fazer o filho pegar no sono novamente. O mesmo se aplica ao empreendedor. Ele precisa ampliar a sua capacidade de entrega para garantir a sobrevivência de seu filho (a empresa).

dicas de empreendedor

Noites em claro e sacrificar finais de semana faz parte da trajetória para o sucesso. Procure ler sobre a vida e rotina de trabalho de alguns empresários bem sucedidos. Todos eles, em algum momento da vida, precisaram chegar aos 110, 120% de sua capacidade de entrega. Uma frase que circula pela internet de suposta autoria do ator Johnny Depp diz que “você só descobre a forca que tem quando sua única saída é ser forte”. É exatamente isso! Você tem um bote e está no meio do oceano, sua única saída é remar. Do outro lado está o sucesso, a realização, a passageira e inexplicável sensação de dever cumprido. Mais a frente você vai encontrar outro desafio ainda maior. Se fosse fácil, qualquer um conseguiria.

Durante as aulas de Empreendedorismo na especialização, o professor disse que, para garantir um futuro tranquilo, temos que trabalhar feito loucos por, pelo menos, 5 anos de nossas vidas. Tudo bem, a conta pode não ser tão exata, talvez não sejam exatos 5 anos, também não quer dizer que precisamos surtar de tanto trabalhar, mas o que importa é o raciocínio. Devemos dedicar ao plantio para que a colheita seja satisfatória. Mas uma coisa é certa: se plantar batatas, não espere colher cenouras.

Espero que este pequeno pedaço da minha vida possa servir de aprendizado para aqueles que pensam em, um dia, ter seu próprio negocio.

Com o texto abaixo, de autoria confirmada de Roberto Shinyashiki, mandei fazer um quadro e pendurei no meu quarto e no escritório da empresa. Serve para os momentos em que me sinto desmotivado, afinal, como já disse, somos seres humanos.

Um Meio ou Uma Desculpa – por Roberto Shinyashiki

“Não conheço ninguém que conseguiu realizar um sonho sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes. O sucesso é construído a noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois infelizmente ela não é modelo de sucesso. Se você quer atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chopp com batatas fritas. Terá de planejar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina. A realização de um sonho depende de dedicação. Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores… Pois quem quer fazer alguma coisa, encontra um meio. Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa.”

 –

*Diego Brugiolo (@diegobrugiolo) – Sócio e Diretor Comercial da SocialStorm – Estratégia Digital. Formado em Informática e Pós-graduando em Marketing. Questionador e insatisfeito por natureza. Eterno aprendiz.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here