A grande maioria dos jovens brasileiros se deslumbram com o primeiro emprego e, por consequencia, com o primeiro salário.

Parar de depender dos pais e ter a própria renda é algo que muitos deles sonham antes e durante a faculdade. E quando este sonho se torna realidade, alguns problemas de ordem financeira podem começar a aparecer.

O dinheiro, que para muitos é a grande solução para todos os problemas, pode se tornar perigoso se mal gerenciado. Ainda mais quando falamos de jovens inexperientes no que diz respeito a gerenciamento financeiro.

dicas financeiras para jovens profissionais

E o que acontece é que ao se depararem com os primeiros salários em sua conta, alguns jovens começam a gastar desenfreadamente, sem planejamento e sem objetivos traçados.

E é aí que começam a surgir os jovens endividados, que vivem para pagar contas desde cedo e que não conseguem investir em sua carreira e no seu futuro profissional por conta das dívidas que assumem logo no início de sua vida de trabalhador assalariado. 

PROBLEMAS CAUSADOS PELA FALTA DE DINHEIRO NOS JOVENS PROFISSIONAIS 

  • ENDIVIDAMENTO;
  • EMPRÉSTIMOS RECORRENTES;
  • FALTA DE ATENÇÃO NO TRABALHO;
  • CHEQUE ESPECIAL E CARTÕES ESTOURADOS;
  • STRESS;
  • BAIXA AUTO-ESTIMA;
  • DIFICULDADE CONCENTRAÇÃO EM VIRTUDE DOS PROBLEMAS FINANCEIROS;
  • PROPENSÃO A AUMENTO DE ACIDENTES DE TRABALHO. 
  • E MUITO MAIS.

COMO O ENDIVIDAMENTO ACONTECE? 

Existe uma equação muito simples que pode ser utilizada para ilustrar o surgimento do endividamento financeiro, veja:

INCONSEQUENCIA FINANCEIRA EXCESSO DE MARKETING SOBRE PRODUTOS E SERVIÇOS CRÉDITO FÁCIL  ENDIVIDAMENTO FINANCEIRO 

Esta equação é maximizada, ainda, pelo impulso dos jovens e a grande oferta de cartões de crédito (e cheque especial), pessoais ou dos pais.

Por não conseguirem arcar com seus compromissos financeiros, os jovens começam a se tornar inadimplentes logo cedo. Fato este que agrava ainda mais a sua situação financeira, gerando a tão famosa “bola de neve”.

Com este endividamento, boa parte da renda deste jovem será comprometida com o pagamento das dívidas (ou para o aumento delas, nos casos dos inconsequentes crônicos).

Sem dinheiro sobrando é quase impossível investir no seu aperfeiçoamento com cursos profissionalizantes, pós-graduações, cursos de idiomas, informática etc.

E como sabemos, com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é imprescindível que você invista na sua formação para conseguir os melhores postos de trabalho.

SOLUÇÕES

Existem algumas soluções para evitar, ou diminuir, este endividamento financeiro.

Muitas delas são realmente simples de serem implementadas, mas exigem disciplina e foco para darem resultados no curto e médio prazo.

Veja algumas soluções que podem te ajudar:

  • CONTROLE FINANCEIRO (PLANILHAS, APLICATIVOS ETC);
  • REVISÃO DE PRIORIDADES (O QUE É MAIS IMPORTANTE? INVESTIR EM VOCÊ OU COMPRAR COISAS QUE NÃO PRECISA?);
  • PLANEJAMENTO (FOCAR NO QUE É NECESSÁRIO, GUARDAR PARA IMPREVISTOS, POUPAR POR OBJETIVOS);
  • ELIMINE O EXCESSO. TENHA APENAS UM CARTÃO DE CRÉDITO;
  • OPTE SEMPRE POR COMPRAR À VISTA;
  • NO CASO DE COMPRAS A PRAZO, OPTAR POR PARCELAMENTOS MENORES QUE CAIBAM NO SEU BOLSO;
  • FUJA DO CHEQUE ESPECIAL;
  • NUNCA GASTE MAIS DO QUE VOCÊ GANHA.

Este último item é o mais óbvio da lista, porém é o que menos é levado em consideração pelos jovens profissionais. A premissa básica de só comprar aquilo que podemos pagar é uma regra que nunca pode ser quebrada. Caso contrário, o fantasma do endividamento financeiro baterá a sua porta logo logo. Por isso, fique sempre atento às suas finanças pessoais. Faça um planejamento para o que é preciso gastar, quanto pode ser poupado e aquilo que você deseja comprar. Você pode e deve gastar parte do seu dinheiro com lazer e diversão, mas é preciso ter consciência de que isto pode não ser a prioridade no início de sua carreira profissional. Poupar agora pode significar um currículo melhor no futuro, uma viagem para o exterior etc., e com isso as chances de conseguir outro emprego com um salário ainda melhor são muito maiores. Seja consciente, faça do dinheiro um aliado para você, não um inimigo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here