Existem idéias ruins para negócios, isto é fato. Não adianta nada você vender equipamento de esportes de inverno em pleno nordeste brasileiro, a demanda será mínima. Da mesma forma que não adiantaria abrir uma loja de surf em alguma cidade longe do mar. Porém, muitas vezes a idéia implementada não é ruim ela é apenas incompreendida.

Neste caso, quando você apresenta sua idéia para alguém é provável que receba muitas críticas de todos os lados, falando que é um erro iniciar um negócio seguindo esta ou aquela idéia, que vai ser um desperdício de tempo, dinheiro etc. Mas você, enquanto empreendedor, não pode desistir facilmente de uma boa idéia. Imagine se duas das grandes personalidades inventivas mundiais tivessem ouvido seus críticos, o que teria acontecido?

Quando Alexandre Graham Bell anunciou a invenção do telefone, até mesmo o presidente americano achou que não iria vingar, algumas organizações como a Western Company achou que este produto estava “fora de questão”.

Quando Henry Ford buscou financiamentos com o objetivo de colocar um carro em cada casa americana, muitos negaram afirmando que os cavalos nunca seriam substituídos. É mole?

Pois é, mas acredito que estas criticas são geralmente originadas por alguns motivos específicos, entre eles:

  • Aversão forte ao risco que algumas pessoas têm de idéias muito diferentes;
  • Visão de negócio muito limitada;
  • Incapacidade de projetar o futuro;
  • E em alguns casos, pura inveja.

Quantos de nós acreditávamos no sucesso da Internet quando tivemos acesso a ela pela primeira vez? E como era difícil explicar para as pessoas a nossa volta os conceitos e vantagens desta ferramenta, não? Mas no mundo dos negócios, novas idéias tendem a receber além da critica uma dose generosa de desconfiança. Porém, você deve ter convicção do seu objetivo e não submeter sua idéia a um grupo individual. Converse com o máximo de pessoas, exponha sua idéia, os benefícios e vantagens de implementá-la, procure fazer isso com pessoas que tenham conhecimento sobre o mercado que pretende entrar. A troca de experiência pode ser fundamental na hora de criar um novo negócio.

E vocês já tiveram uma idéia com grande potencial que foi muito criticada? Entenderam o por quê disso? Compartilhe com a gente, comente!

7 COMENTÁRIOS

  1. Que é isto!!! No lugar que ficar usando de rodeios e coisas do gênero, falaram de forma simples e direta, tipo, "quem tem ouvidos, ouçam", "quem tem vontade, faz". Confesso que já lí o mesmo tema mas em artigos bem mais longos que na maioria das vezes me entediaram pelo excesso de "Lugares Comuns". Mas este foi objetivo e ate mesmo corajoso ao citar os 4 motivos.

    Digo isto pois, particularmente, quando, aos 17 anos, sem pai nem mãe, bem pobre mesmo, vindo de escola pública ruim eu disse que entraria na UFMG, NINGUÉM acreditou, até eu mostrar meu nome nos jornais na lista de aprovados.

    Mais recentemente, o mesmo aconteceu quando deixei a sociedade em um Escritório de Contabilidade para abrir o meu próprio sem muito dinheiro, mas com coragem e planejamento.

    Parabéns!!!!

    • Reinaldo obrigado pelos elogios! Realmente as vezes as pessoas não acreditam no nosso potencial, porém o principal cliente antes de todos somos nos mesmos, se não conseguirmos vender para nos as ideias e planos, dificilmente conseguiremos vender para outros.

  2. Este artigo é execelente, deixa claro que, os 04 temas relacionados no artigo muitas vezes levam as pessoas a dessistir de seus sonhos.
    Parabéns Claudio, profissionais assim, jovens como você, e com uma visão empreendedora é que o mercado precisa para que as coisas mudem neste País.

  3. Muito obrigado Enio pelo elogio, realmente as pessoas devem entender que obstáculos vão aparecer e as criticas são alguns deles e neste caso superar-los é essencial para qualquer profissional.

  4. Eu e mais quatro amigos estamos terminando o curso de Direito e pretendemos montar um escritório. Já ouvi de muita gente que seria melhor eu fazer concurso público, por que o ramo da advocacia estaria muito saturado, mas alguns professores (todos advogados) com os quais conversamos, pelo contrário, disseram que fazendo um bom trabalho não saturação de mercado que a gente não possa vencer.

  5. A imaginação humana é o caminho para o desenvolvimento. Muitos vão contra e poucos em pról das ideias de um empreendedor, mas, o que realmente importa é conhecer o mercado para atuar e analisar criteriosamente todos os pontos, sejam eles positivos ou negativos. Empreender é arriscar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here