Existem diversos motivos que podem levar um negócio a falência. Porém, existe um item que geralmente está associado aos problemas que causam diversos transtornos para a empresa, o fluxo de caixa.

Podemos entender como fluxo de caixa, todo o fluxo proveniente das entradas de caixa (vendas, receitas não operacionais, etc.) e das saídas de caixa (pagamentos diversos). Na prática, é muito simples visualizar este fluxo, porém nem sempre a conta “fecha” no fim do mês por um simples motivo: os prazos médios da empresa.

Existe um prazo existente desde a compra da matéria prima ou do recebimento de uma venda, por exemplo. Estes prazos devem ser favoráveis à empresa, não sendo necessário que a empresa fique financiando terceiros, passando ela a ser financiada. Vamos pensar em um exemplo simples: imagine uma grande rede de supermercados que compram com 90 dias do fornecedor e vende praticamente tudo à vista, ou em três vezes no cartão. Como a administradora do cartão de crédito disponibiliza no fim do mês o montante total das vendas, a empresa acaba sendo financiada, no tempo restante, pelos fornecedores que deram um bom prazo para ela. E isto faz toda a diferença em um negócio.

Assim, vou deixar aqui algumas dicas para melhorar o seu fluxo de caixa:

Sempre que possível, pague com cartão de crédito: Nem todas as suas compras na empresa são de fornecedores diretos. Às vezes você compra pequenas coisas para sua empresa, seja um cartucho para a impressora, ou mesmo um monitor novo, para estas despesas procure sempre o melhor prazo possível sem juros, caso não seja possível, pague à vista no cartão. Você ainda ganhará o prazo até chegar sua fatura.

Se ainda não trabalha com cartões de crédito, passe a fazer: A não ser que possua um negócio em que as vendas são puramente à vista, os cartões de crédito são uma ótima alternativa contra a inadimplência de seus clientes. Uma vez que você transfere para a administradora do cartão de crédito a responsabilidade pela cobrança e pagamento, em troca de uma pequena taxa sobre a venda efetuada. Para poder ter segurança sobre as previsões, o custo compensa muito.

Se você envia as faturas pelo correio, faça o mais cedo possível: Quanto mais cedo enviar as faturas de cobrança, mais cedo existe a possibilidade delas serem pagas.

Cuidado com a entrega das cobranças: Não existe nada pior para o cliente do que receber uma fatura em cima da hora ou já vencida. Se você terceiriza a entrega das faturas, monitore-as. Desta forma, você terceiriza a função de distribuição, nunca a responsabilidade.

Analise seus clientes que pagam atrasado: Monitore seus clientes a fim de encontrar os responsáveis pelos maiores atrasos e crie políticas para restringir o crédito e os prazos de pagamento. Não insista no erro.

Lute constantemente por prazos melhores: Sempre lute contra seus fornecedores por prazos melhores de pagamento, se possível crie alianças estratégicas com outras empresas para melhorar seu poder de compra e de prazo.

Mantenha seu estoque o mais enxuto possível: A estatística permite que você faça boas previsões de estoque, então abuse desta ferramenta, quanto mais enxuto seu estoque, mais liquido estará seu capital.

Estas foram algumas dicas para melhorar o fluxo de caixa de sua empresa. Tome note, analize-os e faça adaptações para a realidade de sua empresa. Você verá a diferença!

Tem algumas dicas sobre como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa? Já experimentou alguma? Conte pra nós!

8 COMENTÁRIOS

  1. […] empresa crescer: Esta deve ser a tecla mais apertada em sua “cabeça gerencial”, o seu fluxo de caixa deve permitir seu crescimento, não adianta exagerar em capital oneroso para financiar um […]

  2. […] Dicas para melhorar o fluxo de caixa de sua empresa […]

  3. Gostei muito do seu blog, e estou por aqui pois preciso de ajuda ..possuo uma loja pequena de prod. naturais ela fará 2 anos em 10/11/10 e me sinto rodando em circulos em relaçao a vida financeira da loja, não entendo até hoje como ainda não consegui encontrar meu fluxo de caixa, no momento tenho uma organização em prioridade em relaçao as planilhas de custos,despesas e compras, mas gostaria muito de uma opinião profissional. Aguardo contato. Desde já agradeço por sa atenção.

    • Simony que bom que gostou do blog, fazemos o possivel para poder auxiliar nossos leitores, quando a sua dúvida, existe uma metodologia para se desenvolver o fluxo de caixa, por alto, você deve registrar todas as entradas de caixa e saida de caixa, depois fazer um diagnostico dos problemas que existem, por exemplo, você pode estar pagando juros altos para financiar clientes assim como tendo um baixo retorno sobre o capital investido no negocio, qualquer outra dúvida é so entrar em contato por e-mail.

  4. Olá como você sou Administradora, com Pós em Adm Financeira e Auditoria, tenho um pequeno négocio ainda não formalizado no ramo de alimentação (bolos e salgados para festas e salgados congelados), gostei muito das dicas e gostaria de receber outras,pois já estive em situação bem complicada, hoje tentando me reestruturar e o fluxo de caixa é a ferramenta chave do negócio. Com realação ao crédito dado ao cliente sei que tenho de mudar urgentemente a forma de agir e agir como profissional . Aguardo outras dicas. Campo Grande MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here