SÃO PAULO, 1 de setembro de 2010 – Na opinião dos economistas consultados pela Agência IN, a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) deve terminar hoje sem aumento na taxa básica de juros (Selic).

Para Newton Rosa, economista-chefe da Sul America Investimentos, o momento atual da economia não inspira novas elevações na taxa. “Acredito que vão manter em 10,75% ao ano. Por conta do controle das metas de inflação, a taxa não deve sofrer alterações até o final de 2010”, pontuou.

José Góes, consultor econômico da corretora WinTrade, acredita que fatores externos também devem incentivar o Banco Central a manter a Selic no atual patamar. “Além da inflação ter dado uma arrefecida, as incertezas na economia mundial podem fazer com que o BC pare um pouco para observar o cenário”, explicou.

Góes entende também que os aumentos promovidos ao longo deste ano estiveram dentro do esperado. “O BC trabalha com metas de inflação e toda a vez que a expectativa se altera, ele atua. Em 2010, a entidade agiu rápido e as elevações foram na dose certa”, concluiu o consultor.

FONTE: Humberto Domiciano – Agência IN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here