Empregado satisfeito com o trabalho – Papel também do gestor

7
14 Flares 14 Flares ×

Marcus Vinícius comentou em “O que você faz da vida?“:

“É fácil observar o grau de felicidade profissional da pessoa pela empolgação e clareza com que ela fala do próprio trabalho.

às vezes é realmente complexo definir o trabalho, especialmente se é algo novo, ou tecnologicamente avançado, mas a alegria ao falar de trabalho não muda.”

Baseado na temática do excelente artigo de Scher Soares e neste oportuno comentário, acho importante destacar que esta felicidade quanto ao trabalho desempenhado sempre é notada nos que gostam do que fazem, no brilho no olhar quando falam a terceiros sobre as mesmas, da mesma forma que a insatisfação torna-se gritante em muitos que trabalham somente por necessidade e não por amor ao que fazem.

O que torna-se um grande problema quando o empregado insatisfeito lida diretamente com o público-alvo do negócio, deixando transparecer toda esta insatifação para as pessoas que nada tem a ver com seus problemas dentro da empresa. Com certeza você já presenciou, por exemplo, um atendente de alguma loja insatisfeito com o seu trabalho, tratando as pessoas com aspereza e cara amarrada. Certamente você e tantos outros clientes não vão querer voltar a este estabelecimento tão cedo, lembrando sempre da má impressão que este funcionário insatisfeito deixou. Fato este que invariavelmente acaba chegando aos ouvidos de muitos possíveis clientes da tal loja que também deixarão de comprar lá. Notou como esta insatisfação dos trabalhadores está diretamente ligada a perda de consumidores, sejam eles novos ou não?

É aí que entra o papel do gestor, gerente, supervisor, chefe ou seja lá como queira chamar o responsável por estes funcionários, na função de motivador e muitas vezes instrutor que sempre exalta a importância daquela função e do próprio funcionário para tal estabelecimento, e sempre que possível reconhecendo os esforços do empregado no dia-dia.

Assim, sabedor de sua importância e de seu trabalho, o funcionário certamente terá mais prazer no que faz e sempre trabalhará com afinco para conquistar seu espaço dentro da organização a que pertence. E com isso, a empresa sairá ganhando e muito com a fidelidade de clientes que dão muita importância a um bom atendimento na hora da compra.

Cuidar bem de seus colaboradores só traz benefícios, não se esqueça disso!

7 COMENTÁRIOS

  1. Oi Gustavo,

    Muito oportuno este prolongamente que fizeste do texto e do comentário. É estranho (e também fascinante) como uma palavra ‘pouco comercial’, mas que todos entendemos muito bem, como felicidade, contribui para o sucesso das pessoas e das empresas.

    Se pensar mais dá mais pano prá manda.

    Grande abraço e obrigado pela referência.

    Marcus Vinícius
    http://www.metaexecutiva.com

  2. É claro que o gestor é importante no processo de motivação, porem se a empresa não oferece boas condições de trabalho (slario compativel, possibilidade de crescimento, beneficios, etc.), o esforço do gestor sera esteril. Pergunte a um empregado com um gestor tirano mas com excelente remuneração, beneficios e condições de ascenção se deixaria a empresa por causa desse maligno gestor e pergunte a outro empregado insatisfeito por falta de condições que a empress lhe ofereça se ficaria porque o gestor é um pão de Deus e reconhece seu trabalho todos os dias.

    Afinal quem é o culpado por um empregado insatisfeito o gestor o a empresa com sua politica de pessoal?

    • Olá Mario,
      O gestor pode contribuir e muito para que um colaborador fique insatisfeito com a empresa, mas como você disse, as condições que a empresa lhe dá para trabalhar podem amenizar este desconforto. O gestor pode ajudar também no processo de ambientação e condições de trabalho de um empregado, porém ele precisa ter a consciência deste papel. Caso não tenha, estará colaborando tanto quanto a empresa para uma insatisfação, muitas vezes, de vários colaboradores.

  3. [...] Chefe bem humorado é mais bem aceito por sua equipe. O humor, entretanto, não pode ser exagerado. Deve ter algo natural expressando a felicidade interna. Contar piadinhas escatológicas ou em hora imprópria têm efeito contrário. Pessoas alegres vencem mais rapidamente na carreira. Minha longa experiência na selva corporativa só comprova essa afirmação. [...]

Deixe um comentário