Já discutimos aqui no blog, em outra oportunidade, um pouco sobre o empreendedorismo gerado pelas revolucionárias empresas juniores. E foi, com certeza, um tema que atraiu muitos leitores e despertou a curiosidade deles para saberem um pouco mais sobre este modelo de empresa. Por isso, decidi criar este post falando um pouco mais sobre o tema, confira:

O que é uma Empresa Júnior?

Para fins didáticos, vamos usar aqui a definição usada no primeiro post sobre o tema, com algumas informações adicionais, publicado neste blog. Confira:

Empresa Júnior é uma associação civil sem fins lucrativos, formada e gerida por alunos de um curso superior, cujos principais objetivos são: fomentar o aprendizado prático do universitário em sua área de atuação; aproximar o mercado de trabalho das academias e os próprios, além de uma gestão autônoma em relação à direção da faculdade ou centro acadêmico. Com a elaboração de projetos de consultoria na área de formação dos alunos. As Empresas Juniores contemplam as necessidades de três clientes principais:

1 – Os alunos: Que se utilizam da interação entre os membros da empresa e da troca de conhecimento e experiências para se desenvolverem pessoal, profissional e academicamente;

2 – As empresas: Que se beneficiam com os projetos desenvolvidos pelos alunos, cujas características são a alta qualidade dos trabalhos, garantida pela orientação dos professores, e o baixo investimento, uma vez que as empresas juniores não visam o lucro. Assim, as empresas conseguem bons projetos a um custo muito baixo;

3 – As universidades: Que são favorecidas pelo retorno em imagem institucional, garantido pela divulgação que as Empresas Juniores necessariamente fazem ao seu nome. As Universidades que investem nas Empresas Juniores tem o retorno de imagem e, também, um retorno no que diz respeito à atração de novas parcerias, alunos e clientes (no caso de prestação de consultorias etc).

O que é feito em uma Empresa Júnior?

Basicamente, os alunos que participam de uma Empresa Júnior têm como rotina a elaboração de ensaios práticos apoiados em uma visão acadêmica, o que lhes proporcionam um considerável e importante diferencial competitivo entre aqueles que almejam prosperar profissionalmente.

São desenvolvidos projetos de consultoria, protótipos de novos produtos, estratégias de gestão e marketing, bem como documentos de estudos e pesquisas sobre o mercado de atuação. Além de gerenciamento de projetos, liderança de equipes, gerenciamento de departamentos, geração de networking com grandes profissionais, etc. Muitos destes trabalhos, auxiliados por grandes professores de suas universidades.

Enfim, em uma Empresa Júnior, os alunos podem exercitar seu lado empreendedor e pesquisador, trabalhando forte na geração de novas idéias, contribuindo para a resolução de problemas e necessidades de grandes empresas.

Quais as vantagens de se participar de uma Empresa Júnior?

Existem muitas vantagens para um aluno que ingressa em uma Empresa Júnior. A experiência adquirida neste tipo de trabalho coloca o aluno à frente de seus concorrentes no concorrido mercado de trabalho, levando-o a um patamar mais elevado nas seleções de emprego.

Os alunos empreendedores saem na frente na conquista de grandes oportunidades, uma vez que o ambiente que eles protagonizam nada mais é do que uma arena de constantes desafios. Onde aprendem como lidar com situações novas e a conviver com pessoas em um ambiente organizacional, sem falar no convívio com empresários de verdade, ferramentas de gestão, reuniões com profissionais etc. Algo que, sem dúvida, seria praticamente impossível de ser vivenciado em um estágio comum.

Como ingressar em uma empresa júnior?

Todo aluno que desejar ingressar em uma empresa júnior deverá participar de um processo seletivo que consiste, basicamente, em prova de conhecimentos gerais, entrevista, redação, dinâmica de grupo etc. Estas etapas variam de empresa para empresa, mas seguem basicamente o mesmo escopo geral. Sempre contando com a dedicação e comprometimento dos alunos em contribuir com o crescimento e desenvolvimento da empresa, por isso o Marketing Pessoal também é importante.

Algumas destas empresas implementam, também, uma espécie de processo seletivo que mais se parece com uma seleção para o cargo de  Trainee, onde os alunos passam por todas as áreas da empresa, participando de treinamentos e atividades de preparo para ocuparem um cargo na empresa.

O Brasil é o país com mais empresas juniores no mundo!

Recentemente, o Bom Dia Brasil apresentou uma reportagem sobre as empresas juniores, onde destacava que o Brasil é hoje o país com o maior número de empresas juniores do mundo. São mais de 1.200 empresas, onde 90% de seus clientes são micro e pequenos empresários. Fato este que demonstra a real importância deste modelo empreendedor, tanto para alunos quanto para organizações da região onde a empresa júnior está instalada.

Como vimos, nos dias de hoje, a Empresa Júnior se apresenta como uma excelente alternativa para alicerçar uma revolução em toda a metodologia de ensino superior do Brasil e do mundo. Substituindo arraigados paradigmas, rumo à uma política de completo incentivo ao empreendedorismo acadêmico. Por isso, é importante que cada vez mais universidades incentivem esta modalidade de ensino e vivência profissional.

E você, já fez parte de uma empresa júnior? Conte para nós como foi sua experiência, participe!

29 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom esse post Gustavo!
    Entrei há pouco mais de 3 meses na empresa júnior da minha universidade e, realmente, o aprendizado é muito rápido. Comparo a empresa júnior a uma espécie de intercâmbio. Aprendemos o inglês na sala de aula, mas quando vamos morar fora, a necessidade aumenta nossa bagagem de conhecimento e prátia. Na empresa júnior é da mesma forma, a necessidade de realizar negociações, serviços, e práticas empresariais internas nos proporciona um imenso crescimento.
    Indico todos a entrarem em uma empresa júnior. Vale muito à pena.

    Abraço!

    • Olá Jorge, tudo certo?
      Achei ótimo o seu exemplo. Com certeza, quando temos contato com a realidade de uma empresa apredemos muito mais. As questões sobre gestão que vemos em sala de aula fica evidenciada e nos traz grandes experiências.
      Participar de uma EJ é muito importante para o currículo de um aluno.
      Sorte em sua participação na empresa. Obrigado pela visita.
      Grande abraço!

  2. Oi Gustavo!
    Eu tive a oportunidade de participar de todas as instâncias do MEJ brasileiro: sou estudante de Jornalismo, e comecei como assessora de Jornalismo da FEJESC (a Federação Catarinense), depois trabalhei na Brasil Júnior, a confederação, e agora, juntamente com um grupo de amigos, consegui abrir a primeira Empresa Júnior de Jornalismo de SC, da qual sou presidente, sendo vinculada ao curso de Jornalismo da UFSC.
    Recomendo a todos, é uma ótima oportunidade de aprendizado, de conhecer pessoas e de desenvolvimento de habilidades e competências, principalmente na parte de planejamento e liderança.

    • Olá Luíza, tudo bom?
      Nossa, que grande conquista vocês conseguiram! Parabéns!
      É uma inovação e tanto, geralmente não vemos empresas júnior de jornalismo por aí, bem bacana mesmo.
      Muito obrigado por compartilhar! Bem legal ter você por aqui, participe sempre que puder! Ja está convidada para escrever alguns textos sobre o tema, caso queira! 🙂

      Grande abraço.

  3. Olá meu nome é Giovani, e comecei a fazer parte da empresa junior da faculdade de Adm de Lambari. Eu queria algumas dicas de como eu e meus colegas podemos chegar a formar  um bom preço de venda sobre  os serviços que prestamos?

    • Giovani, minha sugestão é que o preço do serviço prestado seja suficiente para cobrir os custos, tanto da empresa quanto o custo das pessoas envolvidas nos projetos, incluindo consultores(se houver). Vale ressaltar que a EJ não visa lucro.

  4. Muito bom o post, acho muito importante para os alunos conviverem com a realidade de mercado antes de ingressar de vez. Apesar de não ter obtido essa experiência, que com certeza teria contribuído muito para meu curriculum. Hoje, me considero um profissional em aprendizado lógico mais que aos 23 anos tenho uma boa experiência no mercado. Creio que independente de ter participado ou não de uma EJ, temos que correr em busca de nossos sonhos por mais difíceis que sejam.

  5. Gustavo,
    Boa noite, sou aluno do curso de administração do 6º semestre e o professor passou um trabalho em que tenho que desenvolver para a faculdade um trabalho inovador e que possa ser analisado como um diferencial, e que possa agregar valor.
    Gostaria de apresentar um projeto como a Empresa Junior, gostaria se for possível você me orientar como eu poderia apresentar esse projeto.

  6. a empresa juniores como ela funciona
    o que faz a empresa juniores
    o que ela atua
    pra que serve
    um exemplo
    o que realmente e uma empresa juniores

  7. Boa noite

    Estou precisando montar uma consultoria para alunos novos do curso de administração, e no momento estou sem um norte. A principio, iria partir para o ramo da sustentabilidade, mas, vou entrar no meio do marketing ou de gestão de ´pessoas. Como posso fazer isso, adequando algumas idéias da empresas jovem?

    Atenciosamente

    JOÃO PINTO

  8. Boa noite Gustavo, dando uma olhada em algumas Empresas Junior, acabei entrando no seu blog e gostei muito das dicas, eu e um grupo de alunos estamos querendo criar uma EJ, nosso ramo é da Eng. Civil e gostaria de saber se podemos conversar por e-mail, se tem algumas dicas para o inicio, pois ainda tudo está muito cru! Abraços

  9. Sou novo nessa area, mas a empresa é sem fins lucrativos, mas os funcionarios recebem normal e o proprios alunos que trabalham, pagam suas contas tranquilamente com os lucro da empresa ?

    • Não. Você ganhará nada ou quase nada. O intuito é apenas trabalhar, desenvolver habilidades práticas que a universidade sozinha não consegue te passar.

  10. Bom dia, Gustavo

    O que é necessário fazer para incluir uma empresa junior como utilidade pública municipal? Existe esta possibilidade?

    Obrigada,

    Rosi Araújo

  11. Gustavo, bom dia.

    Meu nome é André, sou estudante de Engenheria de produção estou no segundo ano, eu e mais dois amigos estamos com um projeto profissional, e estamos tentando descobrir o que é e como funciona uma EJ, como ela surge e de onde o que devemos fazer pra iniciar os trabalhos, etc. Como Engenheria de produção, e administração são muito semelhantes acredito que você pode nos da conselhos valiosíssimos, aproveitando seu amor em disseminar toda sua experiência e conhecimento conosco. Meu email caso se interesse pelo nosso caso é: andresilva.eng.producao@gmail.com

    Ate breve.

  12. Muito bom o post, estou iniciando no meu curso de Ciência da Computação um projeto de criação de uma empresa júnior e gostaria que você me desse algumas dicas para quem ainda é iniciante nessa área.

  13. muito bom o post, estamos iniciando nossa empresa júnior.
    cursando técnico em RH.
    obrigada, obtive conhecimentos a respeito do assunto.

  14. muito bom o post, estamos iniciando nossa empresa júnior.
    estou cursando técnico em RH, e obtive bons conhecimentos a respeito do assunto…
    obrigada..

  15. Boa tarde,.
    Gostaria de informações como funciona um processo tainee na área de administrativo-financeiro .

  16. Estamos estudando abrir uma EJ na Area de Consultoria em Ciencia da Informacao, alguem poderia me enviar os procedimentos de abertura e informacoes sobre a estrutura organizacional de uma empresa junior ?? Tambem contatos de outras EJ na area administrativa e o envio de manuais se houverem…..
    Ailtonvieira74@gmail.com
    Zap 43 91113224

  17. Olá Gustavo. Sou estudante do curso de Letras da UFBa. Não há EJ para este curso na minha faculdade então pretendo abrir uma. Você pode sinalizar como eu devo proceder para a escolha dos outros cinco membros para a abertura da empresa e como devo proceder inicialmente logo depois da abertura?

  18. Não conhecia a Empresa Júnior e achei muito interessante! Alta dinâmica e maior vivência da função se comparado com um estágio normal e é benéfico tanto para o aluno quanto para a empresa, incrível!

  19. Bom dia, gostaria de saber qual o período medio de duração de um projeto. Sabendo que este vai englobar a elaboração de um plano de negócios.
    Agradeço desde já. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here