Home Administração

Feliz dia do administrador

3

14 Flares 14 Flares ×

Olá amigos Administradores, e claro os futuros administradores também! Hoje, 09 de Setembro, é comemorado o nosso dia, ou seja, O DIA DO ADMINISTRADOR!

E para comemorar esta data tão importante para todos nós, o Blog Sobre Administração não poderia deixar de publicar materiais especiais para todos vocês. Durante a semana publiquei textos especiais, dentre eles os maravilhosos textos de César Souza (novo colaborador do SobreADM), e hoje tenho muito prazer em publicar esta pesquisa maravilhosa feita pela também ótimo Andrei Lima, atendendo prontamente a um pedido especial meu. Um material de extrema relevância para todos nós que amamos a ADMINISTRAÇÃO!!

Mais uma vez parabéns a todos e deliciem-se com esta pesquisa:

DIA DO ADMINISTRADOR

Por que 09 de setembro é o dia do Administrador? Nesse dia, em 1965, foi assinada a lei que criou, oficialmente, a profissão de Administrador e, três anos depois, uma Resolução do CFA tornou 9 de setembro como a data comemorativa dos profissionais dessa importante área do conhecimento humano.

Segundo os dicionários, administrar é dirigir uma organização utilizando técnicas de gestão para que alcance seus objetivos de forma eficiente, eficaz e com responsabilidade social e ambiental. Tal definição passa por outras interpretações mais funcionais, como a de Peter Drucker, para quem “administrar é manter as organizações coesas, fazendo-as funcionar”

Os primeiros administradores profissionais (aquele contratado, que não é o dono do negócio) registrados pela história foram os gerentes das companhias de navegação inglesas, as primeiras sociedades anônimas que se tem notícia. Isso em meados do Século XVII. As artes bélicas também são correlatas com a administração, e isso pode ser verificado graças aos documentos de estrategistas militares como o chinês Sun-Tzu (em A arte da Guerra ) e Carl von Clausewitz (em Da guerra ) dois excelentes autores sobre a administração no campo de batalha, que envolve logística, finanças, recursos humanos, produção, organização e métodos. Outro exemplo que atravessa a história é o da Igreja Católica, com uma administração baseada numa forte hierarquia e divisão de funções.

Jules Henri Fayol, na segunda metade do século XIX idealizou, na Europa, a Teoria Clássica da Administração e por isso mesmo pode ser considerado um dos precursores da moderna administração. Seu tratado organizou e definiu as funções básicas de nossa atividade, identificando pelo menos cinco grandes delas: Planejar, Organizar, Controlar, Coordenar e Comandar.

Enquanto isto, na mesma época nos Estados Unidos, Frederick Winslow Taylor criava a Administração Científica e introduzia seus conceitos para aumentar a produtividade, com o primeiro estudo da relação entre tempo e movimento nas fábricas.

Ambos, Fayol e Taylor, eram engenheiros por formação e administradores por função e foi a partir destes que começou a surgir a administração tal como conhecemos e dessa época para cá tal ciência encontra-se em constante processo de evolução, recebendo, a cada dia, novos conceitos e descobrindo caminhos.

Administração no Brasil

No Brasil, conforme dito, a profissão de administrador na forma da lei foi sancionada em 1965. Mas a quantas anda esta profissão atualmente?

Os dados a seguir foram extraídos de dois levantamentos realizados pelo CFA (Conselho Federal de Administração) e pelo Ministério da Educação e nos números é possível visualizar um pouco mais a fundo como se encontra o ensino e a profissão do administrador no Brasil.

Evolução do ensino da administração no Brasil:

  • Número de Cursos de Administração (2005) – 1.992 (Evolução de 315% com base no ano de 1995)
  • Matrículas nos Cursos de Administração (2005) – 671.660 (Evolução de 219% com base no ano de 1995)
  • Concluintes dos cursos de Administração (2005) – 100.443 (Evolução de 259% com base no ano de 1995)
  • Vagas Oferecidas para os Cursos de Administração (2005) – 419.689 (Evolução de 499% com base no ano de 1995)
  • Candidatos Inscritos para os Cursos de Administração (2005) – 644.798 (Evolução de 127% com base no ano de 1995)
  • Ingressos nos Cursos de Administração (2005) – 236.466 (Evolução de 263% com base no ano de 1995)

Fonte: MEC/Inep (1995)

Em 2006, o CFA publicou a Pesquisa Nacional: Perfil, Formação, Atuação e Oportunidades de Trabalho do Administrador coordenada pelo CFA e executada pela FIA/USP. Neste documento podemos perceber o seguinte Perfil do Administrador no Brasil:

  • É do sexo masculino, casado e sem dependentes;
  • Está na faixa etária de até 30 anos;É egresso de universidades particulares;
  • Concluiu o curso de Administração entre 2000 e 2005;
  • Possui especialização em alguma área de Administração;
  • Trabalha nos setores de serviços, da indústria e em órgãos públicos;
  • Atua nas áreas de Administração Geral e Finanças;
  • Ocupa cargos de gerência.

A Pesquisa do CFA apresenta outras variáveis interessantes:

Formação do Administrador

Os principais motivos que influencia na escolha da carreira são: a natureza do projeto profissional, a possibilidade de abrir ou ampliar seu próprio negócio, o desenvolvimento da carreira e a independência de atuação. A formação generalista e abrangente do curso de graduação em Administração foi preferida por outro significativo contingente para justificar a escolha.

Identidade do Administrador

Consolidou-se a imagem do Administrador como um profissional que atua com visão sistêmica da organização e a partir daí, obtém as condições de articular as suas diversas áreas internas.

Conhecimentos Específicos

Os Administradores entendem que administrar pessoas e equipes é o principal conhecimento para suas atividades. O Empregador confirma essa percepção, informando que é o que vêem prioritariamente nos Administradores que trabalham em suas organizações. Os Professores avaliam que o conhecimento que mais está sendo oferecido pelas IES é a visão ampla, profunda e articulada do conjunto das áreas de conhecimento.

Competências

Os Administradores entendem que a adquiriram no seu curso de graduação; os professores acreditam que é a competência mais trabalhada pelas IES e os Empregadores confirmam que reconhecem no desempenho dos que trabalham em suas organizações a identificação de problemas, a formulação e implantação de soluções.

Habilidades

A habilidade dos Administradores preferida pelos empregadores é a capacidade de relacionamento interpessoal, embora, do ponto de vista dos profissionais da área e dos professores pesquisados a mais completa habilidade seja a visão do todo empresarial.

Atitudes

O comportamento ético é a atitude que os Administradores escolheram como a que mais tem preponderado no seu aprendizado. Os Professores disseram que seus cursos procuram dotar seus alunos de uma atitude empreendedora. E, os Empregadores disseram que vêem em seus Administradores o profissionalismo como principal atitude.

Podemos, à luz desse perfil do Administrador, traçado a partir de dados coletados junto a três públicos: o próprio profissional, o professor que o formou e o seu empregador, fazer uma reflexão sobre nossa profissão e avaliar até que ponto temos ou não motivos para comemorar esse e os próximos 9 de setembro.

Fontes para pesquisa:

[1] Conselho Federal de Administração

[2] ANGRAD – Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração

[3] Portal da Administração

[4] Pesquisa MEC/INEP (download)

[5] CFA – Pesquisa Nacional: Perfil, Formação, Atuação e Oportunidade de Trabalho do Administrador (download)

[6] Wikipedia

Andrei Lima
consultor@andreilima.adm.br
lima.andrei@gmail.com
www.comgestao.com

  • Pingback: Hoje é o Dia do Administrador, parabéns!

  • Brian

    Parabéns pelo blog de excelente nível! espero poder tirar grande proveito dele.

    Grato, Brian Dourado.

    • http://www.sobreadministracao.com/ Gustavo Periard

      Que bom que gostou, Brian. Fique à vontade para desfrutar de nosso conteúdo e compartilhar com os amigos!
      Grande abraço!