Influencers dominam o mercado em 2021

0
653

Se existe algo que revelou uma quantidade imensa de produtores de conteúdo e influencers no último ano foi o isolamento social causado pela pandemia.

Pessoas que nunca cogitaram gravar um vídeo, fazer stories no Instagram ou mesmo uma live, antes vista até com algo fútil por muitos, se viram quase que obrigados a migrar para este ecossistema como meio de sobrevivência do seu negócio.

Há quem tenha decidido documentar seu período de quarentena e acabou descobrindo uma forma de monetizar sua rotina ou acabou transformando um hobby em uma fonte de renda. Para para muitos influencers mais dedicados, uma fonte de renda milionária.

De acordo com o levantamento feito pela Betway, site de roleta online, o mercado de influencers movimentará cerca de 10 bilhões em 2021, segundo projeções da empresa de mídia digital Adaction.

A verdade é que nos tempos atuais, com o fácil acesso à um celular com câmera, todos que decidem compartilhar algo através da internet se tornaram de certa forma um influenciador. Consequentemente, estamos a todo momento correndo o “risco” de sermos influenciados pela indicação de um amigo para sobre uma série que está assistindo, influenciados pela receita deliciosa que alguém postou e que vamos tentar reproduzir na cozinha, assistir alguma live que alguém nos compartilhou, etc.

Quando olhamos a profissão influencer como algo tão acessível podemos pensar que este mercado já se tornou saturado, afinal de contas, a cada dia surgem novas pessoas nesta área. Mas o que os especialistas em mercado digital explicam é que isto está apenas começando. Existe um oceano azul imenso a ser explorado, visto que existem nichos infinitos. Por exemplo, existem influencers no nicho de maternidade, mercado financeiro, decoração, infantis, fitness, arquitetura, jogos online etc.

É importante dizer que embora para ser influencer não seja exigida formação acadêmica, esta não é uma profissão simples. Isso por que para atrair a atenção das marcas patrocinadoras (os famosos publis)  é indispensável ser muito constante nas redes, entender sobre estratégia e aprender a criar relacionamento com a sua audiência. Não adianta fazer uma postagem por semana e aguardar resultados grandiosos.

Criar audiência leva tempo, criar uma conexão com esta audiência leva mais tempo ainda e é por isso que da mesma forma que a cada dia surgem centenas de novas influencers, também muitas vão desistir diariamente, afinal de contas nem tudo é tão lindo e glamuroso como a maioria das grandes influencers com várias pessoas na sua equipe fazem parecer.

Uma coisa é ter alguém para cuidar da gravação e edição dos vídeos, outra pessoa como assessora e tantas outras dedicadas a atividades específicas. A realidade da maioria é ter no começo o perfil de “eupresa”, onde precisa ser a sua própria cinegrafista, aprender a editar vídeos, responder mensagens, negociar com as marcar, etc.