Mapas mentais – uma ótima ferramenta para os estudantes

6
206 Flares 206 Flares ×

Estudar não é uma tarefa fácil, independente de ser na faculdade, em cursos técnicos, ou mesmo um estudo sozinho em casa. Cada dia que passa o fluxo de informação aumenta e, com isto, cresce também a necessidade de melhorar a nossa capacidade de absorvê-las e critica-las.

E isto fica ainda mais evidente no curso de administração, uma vez que a cada dia aparecem novas ferramentas, teorias e cases que devemos conhecer. Assim, o aluno precisa  fazer o uso de ferramentas que facilitem a organização e entendimento deste fluxo de informação. Por isso, hoje falarei neste post sobre uma ferramenta que utilizo constantemente nos meus estudos e que recomendo muito: os mapas mentais.

Mapas mentais

Desenvolvido por Tony Buzan, o mapa mental é um tipo de diagrama onde se registram diversas atribuições, como tarefas, conceitos, problemas etc., todos ligados a uma ideia central ou a uma palavra-chave. Isto permite a você ter uma visão geral dos principais  pontos de uma ideia, além de organizar a informação de uma forma que seja natural para o entendimento do seu cérebro e de fácil memorização, uma vez que você monta o seu mapa mental de acordo com a sua forma de organizar a informação durante os estudos.

A forma do mapa mental possui:

  • Um ponto central onde fica registrada a ideia a se trabalhar;
  • Ligado ao ponto central estão ramos maiores com outras idéias originadas no ponto central;
  • Cada ramo que se origina do ramo central pode criar novos ramos menores, com mais informações;
  • Depois de desenvolvido os ramos, pode-se linkar os ramos que possuem relação direta.

Apesar de parecer um pouco confusa a explicação, na verdade o processo de criação de um mapa mental é muito simples. Vou ilustrar abaixo a criação de um mapa mental bem simples, onde ficará claro este processo.

Através de um software específico para criar mapas mentais, ou mesmo com um papel e uma caneta é possível esquematizar o mapa que irá guiá-lo em seu estudo. Da seguinte forma:

Inicialmente coloca-se no centro de uma folha em branco a ideia principal da matéria que você está estudando, por exemplo, assim:

Mapas mentais   uma ótima ferramenta para os estudantes

Agora você começa a criar os ramos maiores e os sub-ramos, com maiores informações sobre a ideia que se originou:

Mapas mentais   uma ótima ferramenta para os estudantes

Agora você coloca toda a informação que vem a sua mente sobre a informação, seguindo os passos anteriores e criando outros ramos organizados:

Mapas mentais   uma ótima ferramenta para os estudantes

Por fim você pode linkar as informações que achar que podem se associar, isto ajudará a ver a relação entre as idéias. Tome cuidado para não bagunçar o seu mapa mental com as ligações.

Mapas mentais   uma ótima ferramenta para os estudantes

O importante é você não apenas deixar suas ideias fluírem, como também sua criatividade. Se gosta de desenhar, faça desenhos relacionados à informação, crie links entre as informações e sempre exponha as informações que achar necessário, por mais que seu mapa possa parecer desordenado para outra pessoa, o importante é você conseguir lembrar e associar as informações apenas observando o mapa.

Então, que tal experimentar esta ferramenta para lhe ajudar em seus estudos? Posso garantir que será uma ótima ferramenta para seus resumos e para ajudar a compreender matérias muito grandes ou confusas. Com os mapas mentais, o seu curso de Administração ficará bem mais fácil de entender.

Esta ferramenta também é excelente para os estudos para concursos públicos.

6 COMENTÁRIOS

  1. Bacana o texto…. já conheço e utilizo a ferramenta, porém acho o software que uso um tanto quanto limitado. Uso o FreeMind, você usa qual? Tem alguma sugestão melhor?

    ABRAÇO

    • Eu fiz o mapa mental na mão e depois refiz o mesmo com o XMind, sendo que ele passou a ser o software que uso para fazer fluxogramas e mapas mentais, ja usei o FreeMind por um tempo, porem acho o XMind pro mais completo, o que aconteceu foi que usei poucos recursos dele na criação do mapa, até porque era um mapa mental didatico, agora exclusivo para mapas mentais aconselho o Mindjet, da para fazer muita coisa boa.

Deixe um comentário