Brasília – Na noite desta quinta-feira (28), o Brasil vai saber quem receberá R$ 1 milhão para montar uma sociedade com o empresário Roberto Justus na final do programa ‘O Aprendiz 4 – O Sócio’. Depois de terem cumprido sua última tarefa, os candidatos Mariana e Tiago aguardam a decisão que pode dar grande impulso em suas trajetórias profissionais.

‘O Aprendiz 4 – O Sócio’ destacou uma prova totalmente elaborada pelo Sebrae, a cargo do consultor Cláudio Forner, com suporte de Fernando Gameleira, facilitador do Empretec no Rio de Janeiro. Gameleira atuou em todos os programas e produziu relatórios que serviram de referência para as escolhas de Roberto Justus.

O episódio da prova do Sebrae, exibido no dia 21 de junho, conquistou números impressionantes de audiência, segundo o Ibope, com 44 minutos em primeiro lugar no horário, média de 13 pontos e pico de 20.

Cada ponto representa cerca de 1,7 milhão de espectadores. Portanto, estima-se que a produção tenha atingido até 34 milhões de pessoas. Outro dado importante é o share de 25%, estatística que mede o número de aparelhos de TV ligados durante a aferição.

A tão esperada revelação de quem será o sócio de Justus terá base na forte participação do Sebrae no programa. Em toda a temporada, a Instituição atuou na elaboração das provas às quais os 16 candidatos se submeteram.

Questão para a sociedade

Ricardo Garcia, coordenador nacional do Empretec, participou junto com Roberto Justus e Walter Longo (do grupo Newcomm) da seleção dos candidatos que entraram no programa. A metodologia Empretec, que trabalha comportamentos empreendedores e é desenvolvida no Brasil pelo Sebrae, representou uma referência fundamental e trouxe critérios técnicos para as provas.

Para Ricardo, a participação do Sebrae no ‘reality show’ trouxe a questão do empreendedorismo para milhões de pessoas. “No momento em que se discutem temas como a implementação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, a questão da empregabilidade e a gestão de carreiras, foi bastante oportuna nossa presença no programa”, afirma.

Garcia lembra que o Empretec é o produto mais antigo do Sebrae. Existe no Brasil desde 1990 e começou a ser desenvolvido pela Instituição a partir de 1993. O coordenador ressalta que empreendedores que passam pelos seminários do Empretec têm bem menos chances de que seus negócios engrossem as precoces taxas de mortalidade do segmento.

Mariana ou Tiago? Ricardo Garcia acredita que qualquer um dos dois candidatos têm qualidades suficientes para montar a sociedade com Roberto Justus. “Ambos possuem projetos muito interessantes, que envolvem sustentabilidade e compromisso social. Também já são empreendedores e demonstram enorme capacidade em seus negócios”, elogia.

Matéria extraída do site Administradores

————–

Equipe SobreADM

2 COMENTÁRIOS

  1. Em alta, profissão de coach tem rentabilidade atrativa

    e diversos campos de atuação

    Quem busca uma carreira em ascensão, com vasto campo de atuação, alta demanda do mercado e ganhos atrativos pode, certamente, colocar a profissão de coach no topo da lista.

    Além de todos esses atrativos, para começar a atuar como coach basta concluir o curso de formação que, na SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching), dura apenas oito dias.

    "Não há dúvidas que se trata de uma excelente opção de carreira. Hoje, o coach pode atuar atendendo empresas, adultos, casais, adolescentes… A demanda está cada vez maior", explica Sulivan França, presidente da SLAC.

    A procura do mercado por coaches reflete na busca pela qualificação. Em 2009, a Sociedade Latino Americana de Coaching, com sede em São Paulo, formou 180% a mais se comparado com o ano anterior. Para 2010, a perspectiva é aumentar os números da temporada passada em 250%.

    "Tivemos muitas solicitações de outros estados e, neste ano, realizaremos cursos de formação em Goiás, Pernambuco, Paraná, Brasília, Bahia, Rio de Janeiro, Ceara e Para", afirma Sulivan França.

    O que faz um coach?

    Coach (palavra inglesa que, em português, significa treinador) é o profissional que atua tanto no campo pessoal quanto profissional. Não se trata se um consultor nem de um terapeuta.

    "O coach, na verdade, é um grande questionador. Ele obviamente ouve os dilemas e as dúvidas de seus clientes e, através de perguntas, faz com que a pessoa encontre dentro de si as respostas", diz Sulivan França.

    Através das técnicas adquiridas no curso de formação, o coach leva o cliente a definir objetivos, avaliar forças e fraquezas e também a identificar os obstáculos que impedem a realização de algo desejado.

    Para mais informações acesse o site.

    SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching
    http://www.slacoaching.org
    info@slacoaching.org

    (11) 2283-3824

  2. […] O Aprendiz 4 levou empreendedorismo a milhões de pessoas […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here