Matriz BCG – o que é e como funciona

2.5K Flares 2.5K Flares ×

Talvez uma das mais famosas ferramentas de gestão de marketing seja a Matriz BCG. Mas você sabe exatamente qual é o seu objetivo? E como ela funciona para os profissionais de marketing? Vamos explicar um pouco mais sobre esta ferramenta no post abaixo, fique ligado!

A Matriz BCG, como o próprio nome diz, é uma matriz “2 por 2″ para análises de portfólio de produtos e unidades de negócios, tendo como base o ciclo de vida do produto. Foi criada nos anos 70 por Bruce Henderson para a empresa americana Boston Consulting Group, e tem como principal objetivo auxiliar o processo de tomada de decisão dos gestores de marketing e vendas.

Como funciona a Matriz BCG

A Matriz BCG é dividida em duas partes: crescimento do mercado e participação relativa de mercado (em comparação à participação de seu maior concorrente). Onde, pode-se concluir, em uma primeira análise, que quanto mais rápido for o crescimento de mercado de um produto ou, quanto maior for sua participação de mercado melhor será para empresa analisada. Maior será sua vantagem competitiva por produto em relação à seus concorrentes.

Matriz BCG   o que é e como funciona

Em uma segunda análise, é preciso posicionar os produtos da empresa dentro da matriz, de acordo com suas características principais, sendo classificados de acordo com o quadrante que ocupam. Os quadrantes são:

  • Ponto de interrogação (também conhecido como “em questionamento” ou “criança-problemática”): Neste quadrante, estão posicionados os produtos pertencentes a um mercado com altas taxas de crescimento. Exige grandes investimentos e possui baixo retorno, com possibilidade de se tornar um “abacaxi” em pouco tempo. Porém, por estar em um mercado com alto crescimento, pode também se tornar uma “estrela”, desde que seja bem tratado pela empresa;
  • Estrela: Neste quadrante, estão posicionados os produtos  com alta participação de mercado, com altas taxas de crescimento. São líderes de mercado, exigindo grandes investimentos. Caso o crescimento do mercado seja reduzido, pode facilmente se tornar uma “vaca leiteira”.
  • Vaca leiteira: Neste quadrante, estão posicionados os produtos com taxa de crescimento moderada em mercados já estabelecidos. Não demandam grandes investimentos, uma vez que o crescimento do mercado é baixo. Algumas empresas tem estes produtos como sua base, por terem os lucros e a geração de caixa são altos. É comum ver “estrelas” se transformando em “vacas leiteiras”.
  • Abacaxi (também conhecido como “animal de estimação”, “cão” ou “vira-lata”): Neste quadrante estão posicionados os produtos com baixa participação em um mercado maduro, sem crescimento aparente. Estes produtos devem ser evitados ao máximo pela empresa, sendo possível até um descarte de tais produtos do portfólio da empresa, do ponto de vista financeiro (evitando os altos custos de recuperação) e estratégico.

Como dito acima, esta matriz BCG auxilia os profissionais de marketing e vendas a analisar os produtos que são comercializados pela empresa, identificando aspectos importantíssimoos para a manutenção destes. A empresa precisa saber qual é a possibilidade de crescimento de um produto, a sua condição perante o fluxo de caixa, a aceitação do público etc. Por isso, é preciso que o departamento de marketing domine esta ferramenta e a utilize da forma mais eficaz possível.

Você já teve algum tipo de experiência com a Matriz BCG? Conte pra nós!

21 COMENTÁRIOS

  1. Gustavo, parabéns pela iniciativa de partilhar o conhecimento que é sempre muito bom embora alguns prefiram ter um parco conhecimento e guarda-o como reserva de mercado.Hoje termino um curso de férias na ESPM e como o assunto foi levantado em sala eu quis saber um pouco mais sobre o assunto e achei o teu post.Altamente impactante.
    Mais uma vez, parabéns e obrigado
    BETO

    • Olá Roberto, tudo bom?
      Muito obrigado pela visita e pelas palavras. Nossa missão neste blog é compartilhar o máximo de conhecimento possível com pessoas como você, que estudam e se dedicam, mesmo nas férias.
      Acreditamos que compartilhar conteúdo é muito melhor do que retê-los.
      Esperamos vê-lo sempre por aqui. Grande abraço!

  2. oque não compreendo ainda…. é como realmente chgar nesses valores da escala, como identificar o crescimento do mercado e a participação relativa(que seriam os meus produtos?)

  3. […] TV deixa evidente que o desafio histórico da TV é o mesmo de outras indústrias – manter a vaca leiteira e, ao mesmo tempo, não deixar de olhar e experimentar o […]

  4. Caros colegas,

    Trabalho numa agência de Viagens e estou elaborando o Planejamento Estratégico da empresa. Como somos prestadores de serviço e o produto que trabalhamos não é nosso(passagens, hospedagens, locações, etc) gostaria de saber como aplicar a matriz BCG se analiso os serviços agregados(atendimento aeroportuário, Sala Vip, Atendimento Honors, Programa de Milhagem Próprio) ou unidades de negócio(Lazer, Corporativo, Eventos).

    Grato,

    Felipe Batista

  5. Gostaria de saber se eh possivel abacaxi se tornar uma vaca leiteira diretamente sem passar por outras etapas.
    Obrigada!

  6. Gostaria de saber se eh possivel abacaxi se tornar uma vaca leiteira diretamente sem passar por outras etapas???? Esta resposta é bastante importante e urgente…
    Obrigada!

  7. Trabalho no Conselho Estadual de Educação órgão vinculado a Secretaria de Estado da Educação gostaria de saber como faço para adequar a empresa a matriz BCG e gostaria de alguns detalhes sobre essa matriz desde já agradeço
    marcelo gabriel

  8. Séria sempre bom umas postagens desse tipo de vez em quando, por exemplos, sugestões de Análise SWOT, FLUXOGRAMAS, ORGANOGRAMAS, e também algumas coisas relacionadas ao marketing de serviços. Ficaria grato, pois serve pra relembrar e revisar os tempos de faculdade, obrigado!

  9. Bom, gostaria que entrasses mais em detalhes, como por exemplo passo a passo sobre como é feita a coleta de dados e até ao analisá-los na matriz BCG.Obrigado

  10. É fato que com a globalizacao o mercado como um todo está bastante competitivo, provocando uma participacao de mercado cada vez mais reduzida. Os altos investimentos para manter um produto ou servico na confortável zona de estrela é sempre um grande desafio, além de coragem requer muito jogo de cintura… Pensando de forma conservadora nao seria mais prudente cuidar bem da vaca? Ou seria acomodacao?
    Ps: Desculpe a ausência do til, a tecla está quebrada.
    Valeu pela atencao!

  11. Nossa, incrivel como a internet pode nos proporcionar tanto conhecimento, entretanto,
    essa disseminação de conhecimento parte de algum lugar, nesse caso, ao autor desse post!
    Muito obrigada pelo fornecimento de tanta informação e, informação boa!!
    Parabéns pelo excelente site!!

    Sucesso pra você!

  12. É ótima a ideia de representar os produtos com os códigos que significam o que é lucrativo para os negócios das empresas ou não. Como estrela para alto,vaca leiteira para o que está entrando em declínio,ponto de interrogação para os que oscilam e vira-lata,abacaxis quando devem ser descartados,ou evitados para quem só pretende obter vantagens junto a concorrencia.

Deixe um comentário