O que é o Aporte de Capital de Risco? Como conseguir um?

17
74 Flares 74 Flares ×

O número de empresas que são abertas por dia, em todo o mundo, é algo astronômico. Porém, como todos sabemos, muitas delas morrem logo no início por falta de muitos fatores importantes à sua “saúde”. E, talvez, o mais importante deles seja o investimento financeiro.

Uma forma de sanar este tipo de problema e ainda prover um retorno significativo para seus investidores é o Aporte de Capital de Risco. Mas você sabe mesmo o que significa esta prática? Vamos descobrir juntos!

O que é o Aporte de Capital de Risco?

O que é o Aporte de Capital de Risco? Como conseguir um?Uma modalidade de investimento que visa o crescimento rápido de uma empresa, através da compra de uma participação acionária (quase sempre minoritária), com o objetivo de multiplicar o investimento inicial de forma rápida. De maneira geral, tais investimentos são feitos em empresas novas no mercado, as chamadas startups. Porém, alguns investidores preferem confiar seu dinheiro a idéias ainda não colocadas em prática, o que gera um risco evidente, por isso chamado Aporte de Capital de Risco.

Este tipo de investimento se faz necessário aos empreendedores que não dispõem de capital para alavancar o seu negócio, ou mesmo colocá-lo em prática. Além disso, o Aporte de Capital de Risco financia a expansão da empresa de forma a trazer ainda mais recursos para seu funcionamento, visando o aumento rápido do lucro desta.

O papel do investidor de risco vai além de apenas pôr dinheiro no negócio, ele também ajuda a empresa a se posicionar melhor no mercado, fazer novos contatos importantes e ter uma imagem melhor frente aos clientes e concorrentes. A parceria entre as duas partes deve funcionar de forma plena, só assim a empresa gera bons frutos para ambos os lados.

Os resultados destes investimentos

Resultados do relatório publicado pelo World Economic Forum (WEF) e do “Venture Impact” da National Venture Capital Association (NVCA), apontam dados interessantes sobre o impacto desta atividade na economia. Segundo estes relatórios empresas investidas por fundos de venture capital:
  • Apresentaram elevados padrões de governança;
  • Utilizaram melhor o recurso para inovação tecnológica;
  • Focaram melhor suas política de P&D;
  • São fortes geradoras de receita e empregos qualificados; e
  • Preenchem uma lacuna importante entre a produção científica de um país e sua apropriação para a sociedade.

Isto prova que o investimento em startups é muito importante para o desenvolvimento e sustentação destas empresas no longo prazo. Elas precisam de fôlego, e os investidores de lucros, por isso esta união de idéias é tão bem vinda nos mercados hoje em dia.

Investimento não é tábua de salvação

É preciso que os empreendedores tenham em mente que para conseguir um bom investidor é preciso que sua idéia já esteja funcionando e dando certo. Um investidor de risco, calejado do mercado, não vai apostar suas fichas em uma empresa à beira da falência, que vende produtos normais em um mercado comum.

Sua empresa precisa ser diferenciada, com uma proposta diferente e que já esteja rendendo bem, gerando empregos e lucros. Você precisa mostrar que precisa do investimento para expandir o seu negócio, e não para salvá-lo da beira do penhasco. O investimento é o caminho para se chegar ao sucesso e não a tábua de salvação da empresa.

Você pode pegar um investimento quando precisar alavancar rapidamente o negócio, através de desenvolvimento e/ou aquisição de novas tecnologias de produção, contratação de pessoal especializado, investimento pesado em marketing, aquisição de equipamentos e instalações etc. Desta forma, você estará ganhando escala rapidamente, saindo na frente de seus concorrentes e despontando no mercado que atua ou que quer alcançar.

Como conseguir um investimento?

Existem algumas formas de se conseguir este tipo de investimento no Brasil, as mais famosas são:  Fundos de Investimento, Investidores Anjo, empresas de Venture Capital e os investidores de Capital de Risco. Cabe ao empreendedor avaliar qual será a melhor opção para o negócio, escolhendo entre os investidores que tragam maiores benefícios para a empresa.

A relação investidor-empresa precisa ser sempre clara e com objetivos bem definidos. Você está criando uma sociedade em que as duas partes tendem a ganhar, por isso, escolha bem o seu investidor, leia e releia os contratos e esteja ciente dos riscos que pode correr.

Para conseguir o tão sonhado investimento, você precisa apresentar um Plano de Negócios de sua empresa. Um documento com as principais informações sobre seu negócio, como foi constituída, o que e como faz e, principalmente, como você pretende posicioná-la no futuro, com quais tipos de investimentos, em quais áreas etc.

Este post trouxe apenas uma visão geral sobre o assunto, mas  é possível discutir muito mais sobre ele, com diversas outras ressalvas e perspectivas. Pretendo voltar ao tema aqui no blog, fiquem ligados! Não deixem de comentar, também.

17 COMENTÁRIOS

  1. Sou um empreendedor da cidade de cabo frio(rj) e gostaria de ter maiores informaçoes sobre o tema :aporte de capital de risco.Necessitamos de investimento para expansao de nossos negocios que sao relacionados ao comercio de produtos alimenticios.Queremos fazer contato com fundos de investimentos ,investidores anjo,investidores de capital de risco,empresas de venture capital.Como e onde fazer estes contatos para apresentar nosso plano de negocios para futuros investidores.

    • Olá Elenice, tudo bom?

      Acredito que o mais indicado seja você ir até estes investidores e apresentar o seu Plano de Negócios. Não sei de um específico para indicar, mas o Governo possui um site na internet sobre Venture Capital, você pode começar dando uma olhada lá: http://www.venturecapital.gov.br/vcn/index.asp

      Boa sorte! Um abraço.

  2. Pensei que para se conseguir este tipo de aporte de capital seria necessário que se negociasse ações na bolsa, não?

    Pelo que ví acima, a pessoa deve estar confundindo capital de risco com outra coisa. Empresas como indústria e Comércio conseguem, junto ao bancos, Capital de giro, empréstimos, etc, a juros baixo.

    Uma microempresa procurar capital de risco para mim, soa como complicar o que já é simples.

    • Oi Reinaldo.
      Pode estar confundindo sim. Dando uma olhada no site que passei ela pode esclarecer algumas dúvidas sobre o que precisa. Realmente, Venture Capital é outra coisa.

  3. Nos Sabemos que o segredo para o sucesso e ter uma grande ideia e fazer dessa ideia uma empresa e depois vender para os capitalista, pois as grande ideias para os capitalista são as ideias com retorno financeiro, mas a pergunta e como nos mortais vamos conseguir chegar ate uma empresa de capital de risco para vender nosso peixe, afinal quais os passos para ser ouvido por eles?

    • Olá Glauber, tudo bom?
      Na verdade você pode sim chegar à uma empresa e apresentar o seu projeto. Você precisa estar preparado pra isso, com objetivos definidos para sua empresa e, principalmente, com os intrumentos que precisará para atingir estes objetivos definidos para que os peça à estas empresas. Elas não "ajudam" ninguém, elas investem e esperam retorno, por isso você deve ter um excelente negócio em mão, com uma apresentação arrebatadora e um objetivo final realmente interessante para você e para os investidores.
      Vá em frente, não desista de conseguir isto. Boa sorte!
      Obrigado pela visita! Um abraço!

  4. gustavo boa tarde, eu tenho uma empresa aki no sul do para e estou pesguisado sobre aporte de capital, e tenho um conhecido advogado tributarista e se diz corretor d uma finançeira p nome d ab-wz e me garante q eu cosigo finançiamento dando como garantias debentores da petrobras, so q tenho q comprar as debentores, e elas tem desagio 97% vc sabe alguma coisa sobre isso, pois estou com um pouco de duvidas, se vc souber algo me passe imformaçao p favor, ficarei grato.

    • Olá welinton, tudo bom?
      Confesso que não sei como funciona esta proposta que seu advogado fez. Você precisa conhecer bem todos os detalhes da transação para não entrar em uma fria. Procure especialistas no assunto.
      Obrigado pela visita. Um abraço

  5. Olá Gustavo, li seu post e sanei minhas dúvidas. Agora, você como Adm. já viu esse tipo de negocio dar certo para bastante empresa?

    • Olá samuel, tudo bom?
      Já muitas histórias de sucesso envolvendo o Aporte de Capital de Risco sim. É uma prática que, se bem conduzida, pode ajudar muitas empresas que estão no começo ou mesmo as com mais anos de experiência que precisam crescer.
      Este é um tema muito interessante para pesquisas.
      Obrigado pela visita e comentário!

  6. Olá Gustavo,

    Imaginando o próximo passo, ou seja, ao conseguir um investimento, como se da a entrada do capital? Que tipo de contrato se faz?

    Obrigado!

  7. Olá Gustavo,

    Imaginando o próximo passo, ou seja, ao conseguir um investimento, como se da a entrada do capital? Que tipo de contrato se faz?

    Obrigado!

  8. Olá Gustavo,

    Imaginando o próximo passo, ou seja, ao conseguir um investimento, como se da a entrada do capital? Que tipo de contrato se faz?

    Obrigado!

  9. Olá Gustavo,

    Imaginando o próximo passo, ou seja, ao conseguir um investimento, como se da a entrada do capital? Que tipo de contrato se faz?

    Obrigado!

  10. Olá Gustavo,

    Imaginando o próximo passo, ou seja, ao conseguir um investimento, como se da a entrada do capital? Que tipo de contrato se faz?

    Obrigado!

Deixe um comentário