Padronizar atividades com o POP – Procedimento Operacional Padrão

As atividades desempenhadas no mundo empresarial envolvem diversos procedimentos que são executados diariamente, e cada um tem suas especificidades. Independente de seu tamanho ou segmento de atuação, as organizações precisam de normas reguladoras para exercer seus processos, para que tudo saia conforme o padrão de qualidade estabelecido por ela e esperado pelos clientes.

Normas estas que não devem existir apenas para serem cumpridas, mas também, e principalmente, para padronizar os processos da empresa. Assim, cada etapa do processo deve ser entendida por seus responsáveis e executadas efetivamente conforme estabelecido no planejamento, para que o ciclo gire de forma perfeita, sem falhas.

E para assegurar que tais falhas não aconteçam, é importante que as atualizações ou alterações nos procedimentos da empresa também sejam registradas por seus responsáveis, para que todos os envolvidos tenham conhecimento de tal mudança.

E um dos meios mais utilizados para formalizar tais procedimentos e mudanças é a utilização da ferramenta conhecida como POP – Procedimento Operacional Padrão (Standard Operating Procedure), que descreve detalhadamente todas as operações necessárias para a realização de uma determinada atividade, funcionando basicamente como um roteiro desta realização. Ou seja, o POP fornece uma descrição clara e objetiva de como realizar as atividades.

Com isso, os funcionários do turno da tarde em uma indústria saberão exatamente o que foi realizado no turno da manhã anterior e da noite, por exemplo. Assegurando que todos os trabalhadores envolvidos nesta tarefa tomem conhecimento dos procedimentos e mudanças nas atividades.

Conhecendo bem o conjunto dos papéis relativos a um negócio e seus procedimentos, os envolvidos cumprirão sempre o que foi estabelecido pela empresa, fazendo com que o negócio funcione perfeitamente, atingindo suas metas e tendo sucesso em suas atividades no mercado.