por William Mazza*

Na hora da inscrição, geralmente, uma pergunta aparentemente inocente deve ser respondida pelos candidatos a vagas de programas de trainees de grandes corporações multinacionais: “disponibilidade para viajar ao (ou morar no) exterior? Sim ou não”. Se você nunca pensou a respeito, é hora de se informar do que está acontecendo mundo a fora, pois cada vez mais essa possibilidade se tornará recorrente.

Acabo de finalizar um curso de duas semanas numa importante universidade norueguesa. Lá, tive a feliz oportunidade de conversar com gente do mundo inteiro: Emirados Árabes, França, Canadá, África do Sul, entre outros. As grandes corporações estão à caça de talentos e irão buscá-los onde estiverem. A boa notícia é que virão com pacotes bem agressivos para seduzir qualquer um.

Já pensou em morar num local isento de impostos (quase inimaginável para brasileiros), com tudo pago e com salários na faixa dos dez mil dólares? Pois é, esses locais existem e estão situados numa das regiões mais prósperas e exuberantes do mundo moderno: Oriente Médio, onde Dubai e Bahrein aparecem como destaques. Esqueça aquela imagem estereotipada como um local cheio de fanáticos religiosos, onde as mulheres são especialmente recriminadas; e pense em cidades tão globais como Londres ou Nova Iorque, ao menos para os estrangeiros.

Quem pensa que ao entrar numa grande corporação vai fazer aquela carreira linear e previsível está enganado. Bom, pelo menos os que almejam crescer na companhia não devem esperar nada “dentro da sua zona de conforto”. Vão ter que viajar, falar inglês com todo mundo e, muito provavelmente, passar uma temporada fora do país. E não pensem que o mundo é feito apenas de Paris, Madri e Los Angeles. Existem também Calcutá, Pequim e Abu Dhabi.

É hora de se preparar para tudo isso. O inglês deve estar afiado e a mente sem fronteiras físicas e culturais. Essas são credenciais importantes para os que aspiram por carreiras brilhantes. Vá se acostumando com a idéia.

*William Mazza – Engenheiro pela Escola Politécnica da USP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here