Descaracterização da profissão de Administrador, é dessa forma que podemos entender e resumir o Projeto de Lei 7280/10, de autoria do Deputado Federal Átila Lira (PSB-PI). Atualmente, para se desempenhar a função de Administrador é necessário ter diploma de Bacharel em Administração. Caso o referido Projeto seja aprovado, o direito ao exercício da profissão de Administrador será estendido aos diplomados em cursos superiores de Tecnologia, Mestrado ou Doutorado em Administração.

Muitos são os argumentos utilizados por Átila Lira para defender o seu projeto, no entanto nenhum deles é concebível. “Ampliar o mercado para profissionais que estão sendo qualificados em cursos que não existiam à época da entrada em vigor da legislação regulamentadora do exercício da profissão de Administrador” é um de seus inaceitáveis argumentos.

Mestrado e Doutorado são uma forma de complementar o conhecimento adquirido durante a graduação e só se pode complementar aquilo que já se tem. De nada adianta fazer um curso de Mestrado em Administração sem antes ter aprendido todos os princípios da profissão, que são ensinados durante a graduação.

Simplificando, basta apenas seguir a lógica: se eu quero ser médico, devo cursar Medicina; se eu quero ser advogado, vou cursar Direito; logo, se eu quero ser Administrador, tenho que fazer o curso de graduação em Administração.

O Deputado encerra sua proposição dizendo: “Assim sendo, por acreditarmos que a nossa proposição fará justiça aos profissionais que, embora capacitados profissionalmente, não podem hoje exercer a profissão, pedimos o apoio dos nobres Colegas para a aprovação da matéria.” Mas isso é justo com todos aqueles já formados em Administração? E com os milhares de estudantes que já estão se dedicando ao curso e em breve serão bacharéis em Administração?

Por entender que tal Projeto é uma afronta à Administração é que o SINAERJ o rejeita veementemente e está fazendo uma grande campanha contra esta nefasta proposição. Esta é uma questão que afetará a todos nós, Administradores, portanto participe registrando a sua indignação enviando um e-mail de repúdio para: dep.atilalira@camara.gov.br (Deputado Átila Lira, autor do Projeto de Lei 7280/10) e sinaerj@administradores.org.br (Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro).

FONTE: Blog da SINAERJ

28 COMENTÁRIOS

  1. Ao meu ver se as pessoas deveriam se preocupar mais em ser melhores administradores (independente da graduação que cursaram) e menos com ficar se protegendo atrás de diplomas e conselhos.

    Ter graduação não é, nem nunca foi, sinônimo de qualidade no trabalho. O máximo que a graduação te dá é uma base pra você seguir aprendendo com as próprias pernas.

    • É verdade, diploma não é sinônimo de competencia, quero ver você entregar sua esposa gravida na mão de um cara que tem muita experiencia em parto, mas nunca cursou medicina. Talvez o cara tenha conhecimento do corpo humano, o maximo que pode acontecer é ela precisar de uma cesariana e morrer no parto. Se você considera o diploma uma mera formalidade, seja candidato e cria essa PL acabando com as faculdades e universidades, assim todos teremos oportunidades de acordo com a experiencia, não pelos conhecimentos técnicos, que pelo que podemos notar nesse artigo, não vale mais nada.
      É muito triste observar que as pessoas valorizam tão pouco os profissionais que lutam pra concluir uma graduação, e quando chega ao mercado, perde espaço para o Zezim da Padaria, que mesmo sem nunca ter pisado em uma sala de aula, sabe tudo de ADMINISTRAÇÃO.

      • Angelica, Você viajou legal na sua resposta. Ele não disse em momento nenhum que o curso é dispensável ou mera formalidade. O que ele quis dizer foi, apesar de alguém ser formado não garante a qualidade do serviço prestado por tal. Obvio, que estudo para desempenhar uma função é necessário, mas, alem disso, o graduado tem que se esforçar para crescer ainda mais, pois com o Ivo bem disse, o curso de administração, te da uma base. O resto é colocando conhecimento em pratica e auto-desenvolvimento. Por isso que temos hoje em dia, mais administradores na linha da mediocridade do que no sucesso da carreira. Muitos acham que o diploma por si só, é sinal de que já tem tudo. Poucos estão dispostos a pagar o preço para alcançar o sucesso na carreira.

        • Ah, esqueci de dizer: Esse projeto de lei, vai totalmente contra o incentivo a educação. Não tem como evoluir na carreira, se você não adquiriu a base para isso. Se for assim, vamos ter uma enxurrada de profissionais acreditando no próprio saber, ignorando anos de estudo e evolução didática.

  2. eu concordo com ele. ja nao temos mercado mesmo. exige dos CEOs diploma…rs…

    e se pudesse, teria feito mestrado em adm. adm nao é profissao, é complementacao, é visao generalista e sistemica. e olha q a minha faculdade é mais bem conceituada que a sua, to falando besteira n…

  3. Acredito que o profissional que se sinta ameaçado com este projeto talvez tenha alguma falha no reconhecimento de sua própria graduação, a faculdade é uma área de conhecimento e evolução, porém na área da gestão não acredito que exista a necessidade do que apenas titulados possam exercer estes cargos, o que vai diferenciar é que um gestor formado possui uma base ampla que fundamenta suas ações mas o diploma não pode servir de proteção.

  4. Desde quando ainda nem pensava em fazer faculdade de administração, vejo outros profissionais exercendo a função que é do administrador. Por que nós não podemos ser médicos, dentistas, advogados e outras profissões é óbvio não estudamos para tal, então me pergunto , por que as outras profissões podem ter esse direito. Penso que o administrador ainda não é uma categoria unida , temos que lutar por nossa profissão e jamais aceitarmos que outros ocupem o que é nosso por direito.Senti na pele este problema quando me formei em 1992, minha profissão era desvalorizada, era como se eu apenas tivesse o nível médio e olha que cheguei até a pós. Administrador não deve aceitar jamais.

  5. Eu não acredito que existam pessoas (ainda mais da área da Administração) como alguns comentarios que eu vi acima, que não vem problema nenhum em um projeto de lei tão absurso como este. Este projeto de lei simplesmente significa a DESTRUIÇÃO PROFISSÃO DE ADMINISTRADOR, ou seja, o mesmo que jogar no lixo, isso considerando que nada parecido nunca ocorreu com qualquer outra profissão que eu conheça nem no Brasil e nem em nenhum outro lugar do planeta. Eu sou Bacharel em Administração recém formado e por isso mesmo é que eu estou absolutamente indignado com um projeto de lei tão terrível. Só eu sei o quanto foi sofrido pra mim lutar pra terminar uma faculdade e no final ter que ver esse projeto de lei absurdo. Como uma colega disse acima, "NÓS ADMINISTRADORES PRECISAMOS SER UNIDOS" e mais que isso "NUNCA DEVEREMOS ACEITAR JAMAIS UM ABSURDO TERRÍVEL COMO ESTE". Enfim, temos que nos unir pra lutar em defesa dos nossos direitos, assim como em defesa de nossa profissão.

    • Clayton você se formou por conta de titulação ou por conta de conhecimento? Eu não sinto nenhuma ameaça de outras pessoas dentro do meu campo de competência. O bom profissional não fica desempregado.

  6. Administrar é administrar de verdade não somente um status de administrador, não importa o meio que consegue o conhecimento, a habilidade que interessa.

  7. Sei curar uma gripe, e não estudei Medicina pra saber isso. Sei quando uma lei obriga alguem a me ressarcir por um dano causado, e não precisei estudar Direito para conhece-las.

    Sei que tudo que entra por uma Nota tem que sair por outra nota, mas não estudo Contabilidade.

    O profissional da Administração tem a sua necessidade na sociedade e em todas as áreas do conhecimento que existem.

    O papel diploma é o reconhecimento da dedicação do estudante a aquisição do conhecimento.

    Se deputado fosse profissão…

  8. Trabalhei 9 anos como técnica em higiene dental (técnica em odontologia). Esculpia restaurações, fazia limpeza e raspagem periodontal pouco invasivas, aplicação de flúor, orientação sobre higiene e palestras sobre cuidados para gestantes e mães de lactentes, além de outros procedimentos em cadeira odontológica. Hoje sou administradora formada (com diploma), mas acho que vou abrir um consultório odontológico. Será que posso…?

    Administrar é fácil, difícil é estudar as técnicas da Administração e aplicá-las profissionalmente, auxiliando no desenvolvimento de novos procedimentos viáveis. O nosso país e, quiçá, o mundo precisa de pessoas com conhecimentos técnicos e não apenas empíricos para administrá-lo! Na verdade, o mundo está precisando de Ética!

    Obs.: Nos concursos públicos já está mais do que explícito que qualquer profissional pode fazer a vez de um administrador formado, é só observar. E assim o país dos "Tiriricas" caminha com passos de formiga…

  9. Caro Claudio e demais colegas que postaram seus comentarios no site, vou responder as duvidas de vocês. É justamente aí que mora o perigo !!! os cursos de Mestrado, Doutorado e Tecnologia são voltados especificamente para uma única área da Administração, ou seja, NÃO possuem a formação pra ser Administrador. Já os Bacharéis, possuem uma longa e demorada formação que abrange todas as inúmeras áreas desse vasto campo que é a Administração, por isso mesmo que só os Bacharéis é que podem ser Administradores, em virtude de seu conhecimento generalista, vasto e abrangente. GENTE QUE ABSURDO !!! PRESTEM A ATENÇÃO, NÃO TEM NADA A VER COM TITULARIDADE, E SIM COM UMA FORMAÇÃO NO MÍNIMO ADEQUADA PARA SE EXERCER UMA PROFISSÃO TÃO SÉRIA COMO A DE ADMINISTRADOR!!! (VALE LEMBRAR, QUE O MESMO NÃO OCORRE COM OUTRAS PROFISSÕES). E lembrem-se qualquer pessoa que diga o contrário esta cometendo um terrível ERRO !!!. E para finalizar, ainda por cima, não é a toa que o CFA-Conselho Federal de Administração, mais os 27 Conselhos Regionais de Administração do Brasil, mais os 27 sindicatos, mais a FEBRAD, e mais tantas outras universidades, instituições renomadas, e autoridades no assunto são unanimemente CONTRA este terrível Projeto de Lei.

    • Conseguir, vc pode conseguir sim, mas pelos meios ilegais e criminosos, quero ver passar 4 anos lá na faculdade e vc continuar com essa opinião, no mínimo “injusta”.

      E ter a coragem de falar sobre ter o título de administrador , ser a coisa mais fácil do mundo,e nesse tom de ironia, mostra quão isento de ÉTICA é a sua pessoa, si vc tivesse ficado 4 anos na faculdade aprendendo ADMINISTRAÇÃO, teria uma DISCIPLINA chamada ÉTICA, que esclareceria pra vc o verdadeiro significado desse projeto de leis.

  10. Temos que defender os nossos direitos de administradores. Afinal, não foi nada fácil ficar 4 anos numa faculdade e depois ter a mesma profissão de profissionais que não esturadaram na mesma area.
    Quem quer ser um administrador, que faça uma faculdade de administração. Não é assim com medicina, engenharia, odontologia, psicologia? Se abrirmos as pernas, daqui a pouco, qualquer um pode ser administrador, tendo em vista que praticamente todo curso superior, tenha disciplinas básicas de administração.
    Temos que lugar e batalhar, para que não somente esse direito seja garantido, mas também o de exercimento da profissão. Onde já se viu projetos de engenharia, sem a assinatura de um engenheiro, onde já se viu atestado que não tenha assinatura de medico, dentista, psicologo, onde já se viu um plano de contas, sem a assinatura de um contador… e porque qualquer um pode assinar como administrador?

    Sou 100% contra esse projeto de Lei.

  11. Digo e repito, podem deixar de exigir diploma para jornalista, administrador, economista, mas desde que deixem de exigir diploma para advogado também, bastando para tanto uma prova na OAB, como ocorre em alguns estados norte-americanos 

  12. Sou estudante de administração e desconheço empresas administradas esclusivamente por adminimistradores. Alias todo empreendedor acaba tornando-se um administrador (claro que lá a sua moda) mas muitos dão certo. Não conheço lei se existir me avisem, que diz mais ou menos assim: A empresa que tiver “X” empregados tem que ter um Administrador que assine por ela, isto existe??? Vejo muito o contador assinar documentos pertinentes a empresa, mas administradores?

  13. Se vão criar uma lei desqualificando os administradores dessa forma, deveriam criar uma para cada profissão, isto é qualquer um pode então ser advogado, contador, engenheiro, enfermeiro, etc. Se para ser administrador é preciso conhecer apenas noções de administração, então isso vale para as outras classes.

  14. Nossa !!!
    Quanta bosta escrita nesses comentários.

    Sou contra sim a desvalorização do ADMINISTRADOR, pois além de ter a concorrência desleal por parte dos profissionais que exercem a profissão sem ter a qualificação, ainda tem esse projeto de lei que é no mínimo BIZARRO, o deputado deveria na fortalecer a profissão e tentar aprovar um projeto de lei que impeça pessoas não qualificadas exercer a profissão, assim como é com as demais profissões: medicina, contabilidade, enfermagem, direito e todas as outras.

    Ninguém passa 4 ou 5 anos na faculdade, pagando muitíssimo caro, pra ter seus direitos do exercício da PROFISSÃO tão ultrajados por um PROJETO DE LEIS tão vil.

    Que o CFA, juntamente com os CRA’S si unam e barrem de maneira cabal esse disparate e que o deputado Atila Lira , trabalhe em prol dos piauienses que estão morrendo as minguas, precisando de projetos que lhes tragam qualidade de vida….

    Projetos que desenvolvam e aumentem a capacidade turística do estado do PIAUÍ, que é lindo por suas condições naturais, com praias e Oasis, serras e parques que poderiam ser explorados turisticamente si tivessem políticos comprometidos com o seu desenvolvimento.

    Minha opinião, sou administrador, sou piauiense natural da cidade PARNAÍBA.
    E sei do que estou falando.

    E peço respeitosamente a todos os que não são administradores, e que não entendem de POLÍTICA, nem de GESTÃO PÚBLICA, que mantenham-se de bicos calados e parem de falar MERDA.
    Obrigado pela atenção.
    Att.

    LUÍS FILHO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here