Projeto de Lei quer autorizar o desempenho da função de administrador por pessoas sem diploma

Descaracterização da profissão de Administrador, é dessa forma que podemos entender e resumir o Projeto de Lei 7280/10, de autoria do Deputado Federal Átila Lira (PSB-PI). Atualmente, para se desempenhar a função de Administrador é necessário ter diploma de Bacharel em Administração. Caso o referido Projeto seja aprovado, o direito ao exercício da profissão de Administrador será estendido aos diplomados em cursos superiores de Tecnologia, Mestrado ou Doutorado em Administração.

Muitos são os argumentos utilizados por Átila Lira para defender o seu projeto, no entanto nenhum deles é concebível. “Ampliar o mercado para profissionais que estão sendo qualificados em cursos que não existiam à época da entrada em vigor da legislação regulamentadora do exercício da profissão de Administrador” é um de seus inaceitáveis argumentos.

Mestrado e Doutorado são uma forma de complementar o conhecimento adquirido durante a graduação e só se pode complementar aquilo que já se tem. De nada adianta fazer um curso de Mestrado em Administração sem antes ter aprendido todos os princípios da profissão, que são ensinados durante a graduação.

Simplificando, basta apenas seguir a lógica: se eu quero ser médico, devo cursar Medicina; se eu quero ser advogado, vou cursar Direito; logo, se eu quero ser Administrador, tenho que fazer o curso de graduação em Administração.

O Deputado encerra sua proposição dizendo: “Assim sendo, por acreditarmos que a nossa proposição fará justiça aos profissionais que, embora capacitados profissionalmente, não podem hoje exercer a profissão, pedimos o apoio dos nobres Colegas para a aprovação da matéria.” Mas isso é justo com todos aqueles já formados em Administração? E com os milhares de estudantes que já estão se dedicando ao curso e em breve serão bacharéis em Administração?

Por entender que tal Projeto é uma afronta à Administração é que o SINAERJ o rejeita veementemente e está fazendo uma grande campanha contra esta nefasta proposição. Esta é uma questão que afetará a todos nós, Administradores, portanto participe registrando a sua indignação enviando um e-mail de repúdio para: dep.atilalira@camara.gov.br (Deputado Átila Lira, autor do Projeto de Lei 7280/10) e sinaerj@administradores.org.br (Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro).

FONTE: Blog da SINAERJ