E pra fechar com chave de ouro nossa semana de post especiais sobre o Dia do Administrador, um texto ótimo do Gabriel Galvão, parceirão do SobreADM:

por Gabriel Galvão*

Publiquei dois em meu blog, através dos quais falei sobre as pessoas que têm formação de administradoras e as que realmente são administradoras. Na semana do administrador, acredito que vale a pena retomar o assunto.Para começar o debate, forneço dois exemplos que refletem meupensamento sobre administração.

O primeiro é de uma conhecida minha. Simpática e amigável, ela se dá bem com todos com quem trabalha. Sua formação é muito boa: graduada e mestra em administração, e está planejando seu futuro doutorado. O segundo é de um amigo meu. Trabalhador e esforçado, ele dedica-se bastante às suas atividades. Infelizmente, ainda não tem qualquer instrução de nível superior.

Pergunto a você: qual dos dois é realmente um administrador? Para que responda corretamente, concluirei a descrição dos dois.

A primeira, a mestra em administração, é uma pessoa que temdificuldades em seguir ordens e cumprir prazos. Para atuar como deve, o gerente tem que pressionar. Sua falta de experiência no mercado não a permite tentar algo diferente. Talvez seu tino empreendedor não esteja tão apurado, pois ela, altamente graduada, nunca tentou montar nenhum negócio. Não sei se por preguiça ou por medo, mas nem chefia essa mulher quis assumir, mesmo sendo ela, teoricamente, a pessoa mais qualicada para tal. Essa pessoa, ao meu ver, não é um administradora, por mais diplomas que tenha.

Já o segundo quebrou a cara várias vezes, mas continua tentando. Sua experiência em empreendimentos anteriores lhe deu condições para farejar uma boa oportunidade de negócio de longe, e sua coragem o leva a sempre tentar mais uma vez, sem medo de errar. Foi indicado para ser gestor várias vezes onde trabalha, cumprindo uma gestão satisfatória.

Conheçe conceitos administrativos apurados, mesmo sem saber exatamente qual a nomenclatura deles. Tem uma visão apurada do que deve ser feito para melhorar o trabalho e tenta pôr em prática essas melhorias. Esse, para mim, definitivamente é um administrador.

Conseguiu respondeu a pergunta? Provavelmente, deve ter optado pelo segundo exemplo, mas se escolheu o primeiro não significa que errou. A primeira pessoa está enquadrada como administradora por formação, mas não se dispõe a administrar efetivamente. O segundo é um administrador nato, mesmo sem graduação.

Não sei exatamente sua opinião, mas eu penso que o que vale é ter aptidão e vontade para ser administrador. O diploma de graduação, bacharelado, mestrado, doutorado ou qualquer outro diz formalmente se a pessoa é ou não administradora. Contudo, é a prática que vai mostrar quem é quem. O rapaz poderá conseguir, em quatro anos de estudo, um diploma e oficializar-se como administrador. Mas, será que a moça conseguiria ser uma administradora de verdade em quatro anos? Eu acho que não.

Pensem a respeito e feliz dia do administrador para todos, formados ou não!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here