Recrutamento de pessoal – O que é e como funciona

10
189 Flares 189 Flares ×

Hoje vamos falar um pouco sobre o recrutamento de pessoal, método muito utilizado nas empresas para iniciar o processo de contratação de funcionários para diversas áreas e funções. É um conjunto de técnicas e procedimentos que tem por objetivo atrair candidatos interessados, potencialmente qualificados e capazes de assumirem cargos dentro de uma determinada organização. Através dele, a empresa divulga e oferece ao mercado de recursos humanos as oportunidades de emprego que pretende preencher.

Aqui falaremos um pouco sobre como funciona o recrutamento, seus tipos e funções, como divulgar vagas de emprego e muito mais. Fique ligado!

Recrutamento de pessoal   O que é e como funciona

Como funciona o recrutamento de pessoal

O processo de recrutamento de pessoal começa quando surge a necessidade de preenchimento de um ou mais postos de trabalho na empresa. O setor responsável recebe a solicitação de pessoal, geralmente com o perfil do candidato, experiência exigida, qualificações etc. Independente do tipo de empresa, é recomendado que o setor que irá realizar o recrutamento saiba exatamente qual é o tipo de profissional que a empresa está buscando. Não considerar todos os detalhes deste perfil pode comprometer o processo de contratação.

O processo de recrutamento de pessoal precisa ser alimentado por fontes de recursos humanos que estejam interessados nas vagas disponíveis e também que preencham os pré-requisitos estabelecidos pelo RH da empresa. Para isto, é necessário que a empresa analise qual é a sua necessidade e qual a fonte (empresas, universidades, cursos técnicos etc.) que deseja explorar em cada processo seletivo. Quanto maior o número de candidatos recrutados, mais rico será o processo e maiores serão as chances de se encontrar o profissional ideal para aquela vaga.

As opções de fontes de profissionais a serem exploradas podem ser: recrutamento interno, recrutamento externo ou recrutamento misto. Abaixo vamos comentar cada um deles:

Recrutamento Interno

Este tipo de recrutamento consiste na divulgação de vagas e busca de mão-de-obra dentro da própria empresa, contemplando apenas os funcionários que nela trabalham e que podem vir a ser aproveitados em outras vagas (novas ou antigas). Esta divulgação pode ser feita através de cartazes em locais de grande circulação de funcionários como copa, refeitório, corredores etc. Mas também pode ser feita através de e-mails, jornais eletrônicos de circulação interna e comunicados formais.

Uma das grandes vantagens de se utilizar este método é o baixo custo, uma vez que não se faz necessária a contratação de uma empresa especializada para realizar o processo de divulgação e contratação de pessoal. Outra grande vantagem é a valorização dos funcionários da empresa, uma vez que estes se sentem privilegiados por serem a primeira opção de contratação da empresa, e pelo fato de, muitas vezes, esta contratação ser configurada como uma promoção para o funcionário que troca de setor e função.

Já a desvantagem seria o circulo vicioso que se cria ao preencher uma vaga e vagar outra dentro da empresa, o que faz com que outro processo se faça necessário na maioria dos casos. Outro problema causado pelo recrutamento interno pode ser o baixo nível de oxigenação de talentos, uma vez que a empresa utiliza apenas as pessoas que já trabalham nela. Para resolver este problema, é indicada a utilização do recrutamento misto, que veremos adiante.

Recrutamento Externo

Este tipo de recrutamento consiste na divulgação de vagas em aberto de forma externa à empresa, ou seja, ela visa apenas os funcionários de outras empresas ou que estejam desempregados, desconsiderando seus próprios funcionários neste processo.

Nesta modalidade, que é a mais utilizada pelas empresas, são utilizados diversos meios de divulgação de vagas, como: contratação de consultorias em RH, cartazes em universidades, anúncios em jornais, revistas etc, e inclusive o arquivo de curriculos da empresa, abastecido em outros processos seletivos.

A grande vantagem do recrutamento externo é a possibilidade de manter contato com a maior variedade de perfis profissionais existentes no mercado, além de uma maior quantidade de candidatos sendo recrutados. As desvantagens ficam por conta dos custos elevados neste tipo de recrutamento, principalmente se a empresa contratar alguma consultoria em RH, por exemplo. Além, claro, de promover certa insatisfação em alguns colaboradores internos, por não serem utilizados neste processo seletivo.

Recrutamento Misto

Este tipo de recrutamento considera ambas as modalidades explicadas acima: o recrutamento interno e externo. Ou seja, é uma modalidade em que a empresa contratante vai em busca de candidatos às vagas em aberto dentro e fora da empresa, mesclando as formas de divulgação de vagas e captação de candidatos.

As vantagens ficam por conta de uma gama maior de candidatos a serem impactados pelos anúncios de vagas, bem como uma maior quantidade de curriculos captados. Esta variedade de perfis profissionais selecionados é muito importante para que os recrutadores encontrem sempre o perfil mais adequado para a vaga pretendida.

Ferramentas para divulgação de vagas

Para que o recrutamento de pessoal atinja seu objetivo, é importante que os profissionais de RH escolham bem as formas de divulgação das vagas em aberto. Por isso, deixamos abaixo uma lista com algumas ferramentas importantes que podem ajudá-lo a divulgar suas vagas de emprego, bem como obter boas fontes de curriculos de candidatos. Fique de olho:

  • Instituições de Ensino (superior, técnico etc.);
  • Sites relacionados ao foco do processo seletivo;
  • Redes sociais (Twitter, Facebook, Orkut, Linkedin etc)
  • Jornais impressos e mídias;
  • Instituições diversas (Sindicatos, Ongs, Associações, Igrejas, eventos, etc);
  • Anúncio(s) em empresas;
  • Agências de Emprego, Consultorias de RH;
  • Indicação feita porcandidatos ou funcionários;
  • Indicação feita por empresas parceiras, fornecedores, clientes etc.;
  • E muito mais.

Na verdade, não existe uma regra sobre qual ferramenta utilizar em cada caso, tudo dependerá da necessidade do recrutador e das possibilidades que determinado ambiente poderá gerar. Um exemplo: se você está precisando de um profissional de informática, será recomendável que sua empresa realize buscas em universidades com cursos relacionados à esta área e não em uma escola de enfermagem.

Os recursos financeiros da empresa e o tempo disponível também são determinantes para o tipo de divulgação e abordagem que será utilizado.

Você conhece outras dicas bacanas e quer compartilhar com a gente? Deixe um comentário abaixo, participe!

10 COMENTÁRIOS

  1. Olá Gustavo! gostei muito do seu trabalho, nele achei o que estava precisando. continue assim e vc vai ajudar muito pessoas que precisam de informações.

    Obrigada,

    • Olá Maria, tudo bom?!
      Fico muito feliz que nosso post tenha lhe ajudado. Nossa missão aqui é compartilhar conteúdo de alta qualidade para ajudar a vida de nossos leitores.
      Continue com a gente. Grande abraço e obrigado pela visita. :)

  2. Muito bom Gustavo! Parabéns me ajudou bastante,pois estou fazendo um trabalho para ser entreue no fim de junho. você tem algumas dicas de livros onde eu encontra mais sobre esse tema…….

    Att, Andressa

  3. eu me sinto humilhada quando o rh alha meu curriculo e ve que nao tenho a oitava serie,tiha sonho de trabalhar na produçao,hoje sou uma pessoa triste por ser desprezada…nao tenho estudo mas com certeza sou uma mulher responsavel com o meu emprego.

  4. Gustavo, obrigada! Me ajudou mto, estou fazendo um trabalho sobre esse assunto.

    Elisangela Dias, sei que é muito difícil essa situação, mas não desanima!!! Espero que reconheçam a sua força de vontade e te deem uma oportunidade, e assim que a conseguir que vc tente voltar a estudar, para futuramente possa conquistar algo melhor!

  5. Muito bem Gustavo, excelente arquivo curto e objetivo.
    Foi-me de grande ajuda também, continue sempre com ótimos materiais !

Deixe um comentário