por Gilclér Regina

Direcione os radares para o mercado e apresente soluções. Essa é a regra de quem quer chegar em primeiro.

Ficar tão apaixonado pelo seu produto a ponto de não ver que está ficando obsoleto é perigoso. Na gangorra dos dias atuais sempre tem alguém que ganha e alguém perde. Os transistores mataram as válvulas, o fax matou o telex e foi assassinado pela Internet que pode ter os seus dias contados por novas tecnologias chegando… E elas estão chegando! Muitos acham que o celular é o final da linha, mas é apenas o começo. Basta querer se atualizar e perceber que até assusta tantas tecnologias nos aparelhinhos que revolucionaram a humanidade.

E o seu negócio? Quem vai matar o seu negócio? Para evitar essa falha, resista à paixão por produtos e comece a se apaixonar por clientes… Apaixone-se pelo novo!

Acredite se quiser: mais de 70% dos chamados filões de ouro não dão certo. É claro que há belíssimas exceções. Há humoristas que acharam um filão: contam piadas corporativas em finais de convenções de empresas. Há empresas até para achar cachorros perdidos e oferecem até lanche em velório. Mas, apesar disso, é melhor abrir uma fábrica de calçados em Franca, Novo Hamburgo e regiões reconhecidas como pólo do setor e ter estratégias vencedoras para abocanhar mercado do que acreditar nos perigosos filões de ouro.

Deixe de perceber apenas o óbvio. Deixe de achar que o marketing é uma varinha mágica que faz o lucro surgir com um leve toque. Esta é a mãe das falhas. Em geral, quem enxerga muito longe não consegue ver o que está na pontinha do nariz ou o próprio umbigo mesmo porque ninguém tropeça em montanhas, mas nas pequenas pedras do caminho.

Há empresas que não fazem sucesso por causa do óbvio: não anunciam. Há vendedores que não vendem por causa do óbvio: não visitam. Em resumo: seja ousado para atravessar o sinal vermelho da vida, dos limites… Mas esteja atento para não levar batida no verde. Tenha a cabeça nas estrelas… Mas os pés no chão.

É melhor ser o primeiro do que ser o melhor, mesmo porque o segundo é o primeiro dos últimos, tanto em notícia boa quanto ruim. Quem chega primeiro bebe água limpa. Alguém sabe o nome da segunda namorada? Alguém sabe qual foi o segundo maior naufrágio da história para fazer um filme?

Se você não puder se posicionar como o primeiro em alguma coisa, invente uma outra em que você seja percebido como tal. Seu concorrente pode ser o líder de mercado, mas você é o primeiro em economia de energia ou o que faz um produto mais leve. Seja seta e não alvo! Quem corre atrás, cansa e não alcança.

Não perceber que o mundo está mudando e não enxergar os efeitos desse processo em seu negócio é suicídio. Hoje é preciso ter competência atualizada. Você tem 30 anos de experiência? Ou tem um ano de experiência e vinte e nove de repetição? O pensamento é que para mergulhar no sucesso é preciso muita ação, muito trabalho, treinamento, motivação, atitude e construir a diferença vendo o que todo mundo vê, mas enxergando diferente. No mais, é correr para o abraço!

Pense nisso e um forte abraço!

———

E você, é seta ou alvo??? Deixe seu comentário!!

1 COMENTÁRIO

  1. […] Seja seta… E não alvo! – Ótimo artigo publicado no SobreAdm, de meu amigo Gustavo, que vez ou outra publica um artigo meu… […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here