Parece que a carreira política do deputado federal mais votado do Brasil terá vida bem curta. Pelo menos, é o que a justiça afirma, caso fique constatado que Francisco Everardo, o Tiririca, teve ajuda para escrever a declaração que afirma que ele é alfabetizado.

Segundo matéria no site da Veja, Tiririca admitiu que recebeu ajuda da sua esposa, pois – de acordo com a defesa do deputado – os anos que trabalhou no circo provocaram um problema em sua mão que dificulta a aproximação do dedo polegar do indicador.

Para quem não está sabendo, para assumir seu cargo, Tiririca teve que preencher uma declaração à mão para provar que sabe ler e escrever – requisito básico para que alguém assuma um cargo político aqui no Brasil.

O problema, é que a declaração foi submetida a peritos do Instituto de Criminalística que identificaram que o autor da carta possui “habilidade gráfica maior do que aquela que objetivou registrar ao longo do texto de declaração”.

Caso se comprove a fraude, Tiririca pode ser condenado a cinco anos de prisão e pagamento de multa por, segundo a lei, “omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, para fins eleitorais”.

Além disso, Tiririca pode se envolver em um problema maior ainda! Caso ele seja considerado analfabeto, como assinou sua carteira de habilitação, tirada em 1996?

A defesa do humorista trabalha para mostrar que Tiririca tem dificuldade de dicção e reflexos, usando laudos e pareceres de fonoaudiólogos e psicólogos.

FONTE: O Buteco da Net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here