Composto por diversas etapas,  a seleção para trainee exige muita dedicação dos candidatos para conseguirem enfrentar a concorrência que chega a superar os vestibulares e concursos mais cobiçados do País. Para se ter uma ideia, o Programa Próximos Líderes da Natura, realizado no ano passado, registrou 18 mil inscritos em apenas 35 vagas. E este não é o pior caso. O Programa de Trainee 2010 da AmBev obteve recorde de 60.133 inscritos para a oferta de 26 oportunidades, representando uma relação de 2.312 candidatos por vaga.

Os números deixam para trás qualquer vestibular do Brasil. Este ano, o curso mais desejado da Universidade Federal da Bahia, o de medicina, teve concorrência de 34 candidatos por vaga, enquanto o curso mais concorrido da Universidade de São Paulo (USP), para oficial da Polícia Militar, contou com concorrência de 45,8.

Quando o assunto é concurso público, os dados são ainda mais cruéis. Os aspirantes a trainee geralmente têm que enfrentar uma disputa ainda maior do que o concurso para auditor fiscal da Receita Federal, que tem um dos maiores salários do serviço público no Brasil. Um total de 77.894 pessoas se inscreveu para as 450 vagas –  uma concorrência de 179,04 por vaga.

Diferenciais – Contratada em janeiro como trainee de marketing da Natura, a relações públicas Laísa Sotero, de 25 anos, afirma que passou um período de ansiedade constante durante os quatro meses em que participou da seleção. “O processo foi extenso, exigiu bastante dedicação e atenção. Eu tive que me organizar para conciliar o meu trabalho e, nas horas disponíveis, me dedicar ao processo seletivo”, explica.

Para ela, o maior atrativo foi a oportunidade de crescimento. “A empresa  investe na carreira do profissional e se propõe a gerar muitas oportunidades que eu não sei se teria na esfera pública”, comenta.

Analista financeiro de desenvolvimento de produtos da Ford, o administrador de empresas Daniel Abondanza, de 25 anos, entrou na empresa em 2006 como trainee e garante que a organização tem um olhar diferenciado para esses profissionais, mas não nega a importância da remuneração em sua escolha.

“Não tem como negar a atração pelo salário, que é acima da média do mercado para recém-formados”, revela Daniel, que iniciou na empresa com um salário  de R$ 4.400. Segundo ele, o plano de carreira oferecido também é um diferencial: “Sei  quais são meus passos para o futuro.”

Leia a matéria completa no site do Jornal A Tarde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here