por Gilclér Regina

A ideia de sucesso verdadeiro começa em dar mais do que o esperado por seu cliente, seu cônjuge, seus filhos, sua empresa, seu país e sua igreja.

A chave para o sucesso pode ser resumida em duas palavras: ALGO MAIS. Os vencedores cumprem suas tarefas – e “algo mais”. São gentis e generosos – e “algo mais”. São confiáveis – e “algo mais”. Dão 100% de si – e “algo mais”.

Se quer ir adiante, faça um quilômetro a mais. Não há muita concorrência neste caminho.

Quantas pessoas você conhece que estão dispostas em fazer um pouco mais do que aquilo pelo qual recebem? Certamente muito poucas.

Uma maioria não quer fazer nada pelo qual recebem e outra só faz aquilo rigorosamente pelo qual foram pagas.

Qual a vantagem então de fazer mais do que recebe? Eis algumas:

  • Você torna-se mais valioso, independentemente do que faça e onde trabalha.
  • Tem mais confiança.
  • É visto como líder e as pessoas confiam mais em você.
  • É respeitado pelos superiores.
  • Ajuda a promover a cooperação.
  • Aumenta o orgulho e a satisfação.
  • Estimula a lealdade entre você, outros membros da equipe e superiores.
  • O mercado paga preço de ouro por pessoas assim.

Pense bem! Há demanda em qualquer lugar para pessoas que trabalham muito, independentemente de idade, experiência ou qualificação acadêmica.

Pessoas assim tem foco em resultados e fazem a diferença. Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

4 COMENTÁRIOS

  1. Ótimo artigo Gilclér Regina, realmente deveria estar em nossa educação a busca pelo algo mais, pela excelência. É comum os colaboradores se acomodarem facilmente em suas funções ou mesmo nós em nossa vida pessoal, quantas vezes fazemos o mínimo necessário para algo? Por isto filosofias como a Kaizen são tão importante não só para a empresa como para nossa vida pessoal, pois hoje quero ser melhor do que ontem e amanha melhor do que hoje.

  2. Tarde profífica !
    Bem, gostei do post e, por isto que, em uma cultura meritocrática que os chefes se tornam chefes.
    Não basta fazer o que lhe é delegado, surpeenda!

    Case pessoal: Quando adolescente era office boy em uma sapataria. Às vezes, quando não tinha nada para fazer eu pegava jornal e alcool e ia limpar as vitrines da loja. Ou limpava os rodapés feito em compensado que se sujavam com a cera. Quando trabalhava em escritório e ia em repartições públicas, voltava cheio de folhetos com informações úteis a empresa e por aí vai.

    Infelizmente tenho notado que a "Geração Y" tem ignorado isto. No caso específico de jovens, eles querem tudo explicado, pensando que o mundo vem com apostila e tutorial e não OUSAM! Aliás, ousam quando tentam burlar a rede da empresa ou faculdade para acessar sites bloqueados, mas isto foge do assunto.

    Vejo isto também em empregados mas velhos, mas me entristece ver isto em EMPRESÁRIOS que, quando "pensam" que está tudo correndo bem, ficam acomodade e, quando assustam, a concorrência já está ou no encalço ou ultrapassando.

    Mais uma vez obrigado por tudo!

    • Olá Reinaldo,
      As novas gerações tendem a ser mais surpreendentes do que as antigas, que faziam tudo \”porque sempre foi assim\”. Mas concordo que alguns profisisonais desta nova geração não pensam da mesma maneira.
      E quanto as empresas, foco deste post, se faz necessário surpreender todos os dias os seus clientes. Eles gostam da surpresa de um bom atendimento ou de um brinde, um desconto especial etc.
      É preciso surpreender sempre!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here